ANTES NÃO TINHA

ANTES NÃO TINHA

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Murad, familia Murad a casa ta caindo...

DSCF0109Decisão em caráter liminar tomada pelo juiz Ricardo Macieira, em representação movida pela coligação Todos pelo Maranhão determinou que a Andrea Murad, candidata a deputada estadual pela coligação Pra Frente Maranhão e filiada ao PMDB, partido de Roseana Sarney e Edinho Lobão, não divulgue mais no horário eleitoral gratuito, dentro do espaço destinado a candidaturas proporcionais (deputados federais e estaduais) ataques contra Flávio Dino, candidato a governador.
Por meio de uma prática considerada ilegal, pela Justiça Eleitoral, e chamada juridicamente de “invasão”, quando o espaço destinado a candidaturas proporcionais é usada para fazer ataques a candidatos majoritários, o que configura infração a lei eleitoral, a coligação Pra Frente Maranhão, encabeçada por Edinho Lobão (PMDB), tem feitos ataques a Dino.
Os advogados da coligação Todos pelo Maranhão entraram na Justiça contar a filha do Secretário Estadual de Saúde, Ricardo Murad, que decidiu desistir de concorrer à reeleição.
Cunhado da governadora Roseana Sarney, Ricardo Murad administra a Secretaria Estadual de Saúde e tem dificuldades em implantar os 72 hospitais prometidos ainda em 2009, quando Roseana Sarney voltou ao governo do Estado, por conta de uma decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
Os problemas na área da saúde no Estado têm sido alvos de críticas feita s no programa eleitoral, não apenas por parte de Flávio Dino, mas de candidatos de outros partidos como Antônio Pedrosa (Psol) e Saulo Arcangeli (PSTU).
O PMDB decidiu responder através do programa eleitoral de Andrea Murad com ataques a Flávio Dino. Esta tática é vedada pela legislação e por isso a Justiça Eleitoral decidiu impedir nova divulgação destes ataques e estabeleceu multa de R$ 50 mil reais em caso de descumprimento da decisão.

Nenhum comentário: