Governo do Estado

Governo do Estado

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

A Revolução Silenciosa no Maranhão


do Blog Cidadania

Após cerca de meio século de opressão da Oligarquia Sarney, em 2014 o Estado do Maranhão deu uma guinada surpreendente e elegeu governador o comunista Flávio Dino de Castro e Costa (São Luís, 30 de abril de 1968), de 48 anos, advogado, ex-juiz federal e ex-professor de direito.

Flávio Dino foi eleito governador do Maranhão com 63,52% dos votos válidos, sendo o primeiro governador eleito que não foi apoiado pelo partido do governo federal.

Em cerca de meio século, foi a segunda vez em que um candidato do grupo político liderado por José Sarney não foi eleito. A primeira vez foi em 2006, quando Jackson Lago venceu Roseana Sarney. Lago, porém, foi cassado em 2009 graças a articulações das oligarquias maranhenses.

Flávio Dino também foi o primeiro filiado do PCdoB a governar um estado da federação desde a cisão com o PCB em 1962.

De 16 a 21 de novembro este blogueiro esteve no Maranhão a convite do governador para conhecer uma obra impressionante.

Só para que as pessoas possam ter uma ideia, o Maranhão é um dos Estados brasileiros que mais puxa para baixo o Índice de Desenvolvimento Humano do Brasil (IDH) por conta, sobretudo, dos seus índices sociais, resultantes dos governos socialmente insensíveis ao longo de séculos.

A boa notícia é que a gestão Flávio Dino está promovendo uma revolução naquele Estado.

Um único dado dá a dimensão do que está acontecendo. Muitos não sabem do dado espantoso de que das 215 cidades Maranhenses apenas 3 têm tratamento de esgoto. Uma delas é a capital, São Luís.

Quando Flávio Dino assumiu, apenas 4% – sim, é isso mesmo – da população tinha acesso a saneamento básico. Após menos de dois anos de gestão, a cidade já conta com mais de 20% de tratamento de esgoto. O plano do governo é chegar a 2018 com SETENTA POR CENTO do esgoto tratado.

É uma revolução. Agora, o Maranhão puxará o IDH do Brasil para cima.
Perguntei ao governador qual é o milagre, em uma recessão como essa ele conseguir fazer tantas escolas, tantos hospitais, revolucionar o saneamento (tudo isso você vai ver no documentário no vídeo acima).

O governador Flávio Dino deu uma informação impressionante: ele está conseguindo fazer essa revolução silenciosa em seu Estado simplesmente reduzindo os gastos do governo do Estado com flores, festas e gastos de custeio da máquina que roubavam da população miserável direitos básicos de cidadania.

Em um momento em que a esquerda brasileira está tão combalida, Flávio Dino é uma boa notícia devido à sua altíssima avaliação. Pesquisas recentes mostram aprovação de cerca de 60% de sua gestão.

Flávio Dino está conduzindo um governo exemplar que mostrará ao Maranhão e ao Brasil que é possível acabar com a pobreza extrema do Norte e do Nordeste do país.

Homem é assassinado com golpes de faca próximo a feira municipal


Um homem conhecido por Olhinho foi morto agora a pouco (por volta das 20 h) em uma rua próximo a Feira Municipal, nas proximidades do Supermercado Moriá,  com vários golpes de faca. Segundo informações a vítima é de Ponta de Santana e trabalhava na feira como vendedor de laranjas. Apesar da feira ficar próxima ao quartel da polícia e de um distrito policial, o corpo da vítima ficou no local do crime por mais de duas horas e foi os familiares que removeram o mesmo de lá. O corpo foi levado  para o Hospital Antenor Abreu pelo Corpo de Bombeiros. 

Outra informação é que familiares da vítima foram até à delegacia, mas o delegado que deveria estar no plantão não estava lá e o celular do mesmo estava desligado. 

Ainda não se sabe a motivação do crime, mas tudo indica que foi por conta do uso ou trafico de drogas. 

Mais informações a qualquer momento. 

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Segundo filho de Gil Baiano morre de forma trágica





Mais uma vez a tragédia se abate sobre a família do nosso amigo Gil Baiano, conhecido tecladista da do Bairro da Matriz, no dia 21 de março de 2013 seu filho Guilherme foi assassinado na porta de casa, na Rua Clodoaldo Cardoso onde um menor na tentativa de tomar o celular da vitima acabou desferindo uma facada no peito do mesmo o levando a óbito  poucas horas depois no hospital Antenor Abreu, REVEJA; Na madrugada desta terça feira seu outro filho de 22 anos, o Gabriel ceifou sua vida colocando uma corda no pescoço, que Deus conforte essa família que pela segunda vez sofre a perda de um ente de forma trágica.

Pinherense diz como acabaria com a Vala do Gabião

O Pinheirense   Paulo Eduardo Moreira afirma ser possível acabar com a Vala do Gabião: Tendo em vista que a construção do esgoto de Pinheiro,  é um sonho muito próximo da realidade hoje, tomo a iniciativa de elaborar uma projeto, para o fim da ¨Vala do Gabião¨, a Construção de uma estação elevatória de esgoto, que é usada para elevar o esgoto a níveis em que possa prosseguir por ação da gravidade, ou seja como a vala esta localizada no ponto mais baixo da cidade e coleta todo o esgoto, o que seria mais viável para o local, seria a substituição da Vala a céu aberto, por uma Galeria de esgoto no mesmo local acoplada a estação elevatória que nada mais é que uma bomba de sucção, que vai direcionar a agua até a mini estação de tratamento de Esgoto da cidade.

Governo anuncia Sala de Apoio Institucional para diálogo com gestores municipais na assistência à saúde

Governador Flávio Dino reúne prefeitos e apresenta ações da administração estadual para levar desenvolvimento social aos municípios. Foto: Karlos Geromy/Secap
Governador Flávio Dino reúne prefeitos e apresenta ações da administração estadual para levar desenvolvimento social aos municípios. Foto: Karlos Geromy/Secap
Durante o ‘I Encontro de Prefeitos e Prefeitas Eleitos e Reeleitos com o Governador’, realizado nesta quinta-feira (1º), no Rio Poty Hotel, o Governo do Estado reafirmou o compromisso de manter aberto o diálogo permanente com as gestões municipais, de forma que, em todas as instâncias, haja acesso à gestão estadual.
A Sala de Apoio Institucional da Secretaria de Estado da Saúde (SES) é um ponto focal onde os prefeitos e suas equipes de trabalho possuem de forma ainda mais ampliada o suporte direto para assistência à saúde em seus municípios. O governador Flávio Dino ressaltou, na ocasião, a importância desse apoio direto para que haja melhorias significativas no estado.
“A missão do governo é melhorar a vida da população. Acreditamos em uma política de diálogo, onde exista empatia entre as gestões e se desenvolva parcerias que ajudem os municípios. Não há razão para deixar de trabalhar juntos, sempre tendo em vista nossas prioridades, que estão em investimentos que priorizem o social e beneficiem os mais pobres”, pontuou o governador Flávio Dino.
Esse trabalho de orientação dos gestores, planejamento, auxílio em trâmites de processos e financeiro, regulamentação de documentos e projetos, orientação sobre Vigilância Sanitária e Ambiental, além de outras questões administrativas relacionada a saúde, farão parte do suporte dessa Sala de Apoio Institucional.
“Em um mês  cerca de 50 prefeitos já estiveram na SES, o que representa quase 25% dos prefeitos eleitos. Algumas informações podem ser facilitadas. Por isso, além desse contato direto, contaremos com essa sala de apoio permanente para conseguir viabilizar todo o suporte para questões técnicas e administrativas de saúde”, explicou o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.
A sala funciona, por exemplo, para esclarecer o bom uso de recursos federais e estaduais. “Nosso trabalho é de acolhimento para traçar todo o perfil do município e ter como interferir de maneira resolutiva. Temos casos de municípios que deixam de usufruir de um recurso federal por não alimentar sua base de dados nacional. Sem essa orientação ele busca no estado o suprimento desse recurso. Atuamos nesse contexto de direcionar o gestor e oferecer todo o suporte necessário. O Estado incentiva que cada um faça a sua parte para o recurso chegar ao município e ser usado em benefício da saúde pública”, pontuou a assessora especial e Gestora da Sala de Apoio Institucional, Marize Hassin Rodrigues.
FALA PREFEITO
Francisco Alves, prefeito eleito de Brejo de Areia. Foto: Julyane Galvão
Francisco Alves, prefeito eleito de Brejo de Areia. Foto: Julyane Galvão
“Para os gestores que estão assumindo agora, contar com esse suporte é de extrema importância. Conseguimos fazer uma boa avaliação dessa política e espero que melhore ainda mais com mudanças consolidadas que reflitam no dia a dia da população”. 
Francisco Alves da Silva, prefeito de Brejo da Areia. 
Marco Antônio Rodrigues, prefeito de Cantanhede. Foto: Julyane Galvão
Marco Antônio Rodrigues, prefeito de Cantanhede. Foto: Julyane Galvão
“O que sabíamos é que em outros momentos não se tinha esse acesso facilitado no Maranhão. Agora, com essas ações estratégicas, é mais fácil para cada gestor ter como esclarecer suas dúvidas e saber quem, como e onde procurar assistência que ajude a resolver os problemas”. 
Marco Antônio Rodrigues, prefeito de Cantanhede. 
Francisco Nagib. Foto: Julyane Galvão
Francisco Nagib. Foto: Julyane Galvão
“Essa relação permanente precisa existir, principalmente, para resolver os problemas crônicos que acontecem na saúde do Brasil todo. Só através do entendimento de onde estão os pontos fortes e fracos de cada município é que encontraremos o caminho para ter um bom resultado nessa área”. 
Francisco Nagib, prefeito de Codó. 
Cristino Gonçalves de Araújo, prefeito de Araioses. Foto: Julyane Galvão
Cristino Gonçalves de Araújo, prefeito de Araioses. Foto: Julyane Galvão
“Avalio de forma positiva essa postura do governo em abrir esse diálogo conosco. Isso demonstra discernimento do governador para melhor a situação dos municípios. Fiquei muito feliz com tudo que ouvi hoje e tenho certeza que todos os que se engajarem nesse modelo de governo só beneficiarão o Maranhão”. 
Cristino Gonçalves de Araújo, prefeito de Araioses. 
Foto: Julyane Galvão
Márcio Dias Pontes, prefeito São Félix de Balsas. Foto: Julyane Galvão
 “A importância desse diálogo é para que o trabalho seja feito em parceria. Para realizar uma boa gestão municipal é preciso buscar o apoio necessário, tanto do Governo do Estado quanto do Governo Federal, e isso que o povo espera de nós: realizar o melhor que pudermos com o recurso que temos disponível”. 
Márcio Dias Pontes, prefeito São Félix de Balsas.

Jovem recorre ao suicídio em Pinheiro

Um jovem de aproximadamente  21 anos recorreu ao suicídio nesta madrugada, Gabriel Amorim, como era conhecido, tomou essa decisão na sua residência, na Rua Clodoaldo Cardoso no Bairro Bairro da Matriz.

São varias as especulações, mas o certo é que realmente não se sabe o que levou o Jovem a tirar sua vida em frente da sua companheira, o mesmo teria pego uma corda e uma escada e assim se enforcando.

Hospital do Estado é pioneiro na realização de nova cirurgia para tratamento de câncer

A partir do sucesso desta primeira cirurgia, a intenção é que seja estruturado o serviço permanentemente na unidade. Foto: Wéllida Nunes
A partir do sucesso desta primeira cirurgia, a intenção é que seja estruturado o serviço permanentemente na unidade. Foto: Wéllida Nunes
Após dez horas de procedimento cirúrgico, a equipe do Hospital de Câncer Dr. Tarquínio Lopes Filho (HCTLF), junto ao médico do Instituto Nacional do Câncer (INCA), Leonaldson Castro, teve muito que comemorar na última sexta-feira (2), pelo sucesso da primeira Quimioterapia Intraperitoneal Hipertérmica (HIPEC) realizada no Maranhão. O procedimento nunca tinha sido realizado no estado, mesmo nos mais estruturados serviços privados de saúde locais.
O investimento do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), viabilizou a operação com o que existe de mais tecnológico no tratamento de cânceres do peritônio (membrana que reveste internamente o abdome e órgãos abdominais), em um hospital da Rede Estadual de Saúde.
“É louvável o interesse em trazer para o Maranhão o que há de mais atualizado na área oncológica, que é a HIPEC. Ter um hospital da rede pública como o primeiro a realizar essa cirurgia, reafirma sua referência no tratamento do câncer, e mostra uma equipe preparada para prestar à população maranhense uma assistência especializada e com a mesma capacidade de outros grandes centros do país”, considerou Leonaldson Castro, médico do INCA que esteve à frente do procedimento, referência nacional e internacional em cirurgia oncológica e no método HIPEC.
A paciente Maria de Fátima Cordeiro da Silva, de 56 anos, reside no município de Pinheiro e está em tratamento no HCTLF há seis anos e meio. Com diagnóstico de câncer na região pélvica, foi a primeira pessoa a passar pela cirurgia.  Segundo sua filha, Kárita Cordeiro, que sempre acompanha a mãe, a oportunidade chegou como esperança para família.
“Ao todo já são 20 anos de luta. Desde que o câncer voltou não havíamos tido uma resposta tão positiva quanto essa. Temos tido um acompanhamento maravilhoso dos profissionais envolvidos nesse tratamento e foi devido ao grau em que se encontrava o câncer, que houve a sugestão que ela fosse submetida a este novo procedimento, que sabemos que é promissor em relação ao aumento da sobrevida do paciente”, contou Kárita Cordeiro.
À HIPEC é associada a Cirurgia de Citorredução (CRS). Após retirar todos os tumores visíveis, é feita a infusão com a máquina de infusão intraperitoneal hipertérmica. “Esta infusão atua com uma temperatura de 40°C a 42°C graus, matando as células cancerígenas, aliada ao quimioterápico que é colocado na superfície peritoneal e provoca a destruição de toda doença microscópica existente. Trata-se de uma opção para curar alguns tipos de câncer anteriormente considerados incuráveis”, explicou o cirurgião e diretor do HCTLF, Dr. José Maria Assunção. Um time formado por cirurgiões oncológicos, anestesiologistas, intensivistas, oncologistas clínicos, enfermeiros e fisioterapeutas permitiu o completo sucesso do procedimento.
A partir do sucesso desta primeira cirurgia, a intenção é que seja estruturado o serviço permanentemente na unidade. Foto: Wéllida Nunes
A partir do sucesso desta primeira cirurgia, a intenção é que seja estruturado o serviço permanentemente na unidade. Foto: Wéllida Nunes
Para que Maria de Fátima passasse pelo procedimento foi utilizada a máquina de infusão da Wendy Med, igual às de grandes referências, como o Hospital AC Camargo, de São Paulo, onde se concentra no Brasil o maior número de cirurgias HIPEC.
“Eu acredito que tem sido feito um investimento sério na saúde do nosso estado. O fato de não termos que viajar para tão longe em busca de um tratamento como esse, e poder ter um atendimento humanizado, com capacitação médica, como o que recebemos, nos deixa muito felizes. E que essa seja a primeira que sirva de exemplo e abra um caminho para oportunizar o tratamento para outras pessoas”, ressaltou Kárita Cordeiro, filha da paciente.
A partir do sucesso desta primeira cirurgia, a intenção é que seja estruturado o serviço permanentemente na unidade, para garantir uma assistência mais ampliada E rotineira, acompanhando os avanços na área da oncologia, beneficiando assim, o tratamento dos pacientes do estado, mantendo alinhamento com o que de mais moderno pode ser ofertado nos maiores centros de referência oncológica do país.

A Casa Cau: Em cem dias, Brasil perde presidentes da República, Câmara e Senado

Da esquerda para direita: Dilma Rousseff, Eduardo Cunha e Renan Calheiros
Em menos de cem dias, o Brasil perdeu a presidente da República e os presidentes da Câmara e Senado.Tudo começou em 31 de agosto, quando o Senado Federal foi decidiu, por 61 votos a 20, a condenar Dilma Rousseff pelo crime de responsabilidade e retirar o seu mandato de presidente da República. A petista foi punida pela edição de três decretos de crédito suplementar, sem autorização legislativa, e por atrasos no repasse de subvenções do Plano Safra ao Banco do Brasil, em desacordo com leis orçamentárias e fiscais.
Menos de duas semanas depois, em 12 de setembro, foi a vez de Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que teve o mandato cassado sob a acusação de ter mentido ao afirmar que não possuía contas no exterior em depoimento na CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Petrobras no ano passado. O então presidente da Câmara –que já estava afastado do cargo desde maio– perdeu o mandato, o foro privilegiado e fica inelegível até 2027. Cunha ainda viria a ser preso no dia 19 de outubro, seis dias depois de se tornar réu na Operação Lava Jato.
E nesta segunda, 5 de dezembro, o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Marco Aurélio Mello decidiu afastar o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) da presidência do Senado. A decisão mantém o mandato do senador.
A decisão do ministro Marco Aurélio em atende a ação movida pelo partido Rede Sustentabilidade. O argumento é o de que o peemedebista não poderia permanecer na linha de substituição do presidente da República sendo réu em processo criminal.
“Defiro a liminar pleiteada. Faço-o para afastar não do exercício do mandato de senador, outorgado pelo povo alagoano, mas do cargo de presidente do Senado o senador Renan Calheiros. Com a urgência que o caso requer, deem cumprimento, por mandado, sob as penas da lei, a esta decisão. Publiquem”, diz decisão do ministro.
Linha sucessória
Na semana passada, o STF decidiu abrir processo e transformar Renan em réu pelo crime de peculato (desvio de dinheiro público). A decisão pelo afastamento é liminar, ou seja, foi concedida numa primeira análise do processo pelo ministro mas ainda precisa ser confirmada em julgamento pelos 11 ministros do Supremo. Ainda não há previsão de quando o processo será julgado em definitivo.
O mandato de Renan à frente da presidência terminaria em fevereiro mas, na prática, ele exerceria o comando do Senado apenas até o final deste mês, quando o Congresso deve entrar em recesso. O afastamento do senador pode causar instabilidade política para a aprovação de projetos importantes para o governo do presidente Michel Temer (PMDB).

Tese que provocou afastamento de Renan é de advogado maranhense

marlon
É do advogado maranhense Marlon Reis a tese jurídica que fundamenta a ação do Rede no Supremo Tribunal Federal (STF) e que acabou sendo acatada pelo ministro Marco Aurélio Mello para determinar o afastamento do senador Renan Calheiros (PMDB-AL) da presidência do Senado.
Dele e do jurista Luiz Flávio Gomes, magistrado aposentado e presidente do Instituto Avante Brasil, para ser mais justo.
O raciocínio deles – expresso ainda em agosto do ano passado, quando da abertura de processos contra o ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) – é o de que alguém na linha de sucessão da Presidência da República não pode ser réu num processo criminal (saiba mais).
Renan virou réu numa ação por peculato na semana passada (reveja).
O Rede Sustentabilidade alega justamente que, com o recebimento da denúncia, “passou a existir impedimento incontornável para a permanência do referido Senador na presidência do Senado Federal, de acordo com a orientação já externada pela maioria dos ministros do STF”.

No Olho do Furação: Sem Renan, Waldir Maranhão comandará sessões do Congresso

(Foto: Gustavo Lima/ Câmara dos Deputados)
(Foto: Gustavo Lima/ Câmara dos Deputados)
O afastamento do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) – se confirmado pelo plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) – elevará ao posto máximo do Legislativo nacional um velho conhecido dos brasileiros.
Caberá ao deputado federal Waldir Maranhão (PP-MA) o comando das sessões do Congresso (quando trabalham em conjunto Câmara e Senado).
Isso decorre do fato de que a composição da Mesa Diretora das sessões conjuntas é composta alternadamente pelos membros das duas Casas.
Assim, o presidente do Congresso é o presidente do Senado e o vice-presidente do Congresso é o vice-presidente da Câmara.
No caso atual, Waldir Maranhão.