sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Uma justa homenagem

Terminada as eleições e a vitória de Flávio Dino ao governo e Roberto Rocha para o senado no último dia 5 de outubro, é preciso reconhecer o excelente trabalho da assessoria de comunicação dos dois candidatos.
531755_436306259771581_985015812_n
Maria do Carmo, assessora do senador eleito Roberto Rocha
Em especial, o editor do blog homenageia, de forma humilde e singela, as jornalistas Aline Louise, em nome da equipe de Flávio, e Maria do Carmo, pelo lado de Roberto Rocha. As duas comunicadoras realizaram um excelente trabalho na campanha, em destaque o bom relacionamento com a imprensa.
Muito competente, aprazível e esforçada, Maria do Carmo mudou o quadro e deu uma dinamizada no setor de comunicação da campanha de Roberto Rocha.
As ações do agora senador passaram, com a entrada de Maria, a ter muito mais publicidade e destaque na mídia, o que, sem dúvida, contribuiu para a vitória de Roberto Rocha.
Entre as virtudes de Maria do Carmo, além de sua seriedade e retidão, vale enfatizar o bom trato, educação e tranquilidade no trato. Sua simpatia contagia, o que facilitou sobremaneira o trabalho dos profissionais que se engajaram na campanha de Rocha. Sem falar das outras atividades de Maria na campanha onde, com muito empenho e ousadia, conseguiu exercer todas com excelência.
223727_2274075897223_3670754_n
Aline Louise, assessora do governador eleito Flávio Dino
Já a jornalista Aline Louise também não fica atrás. Além de ser uma excelente profissional, séria, correta, a assessora de Flávio Dino é uma pessoa do bem, de bom caráter.
Inteligente, palatável, comportamento simples, adepta do diálogo agradável, da boa convivência e acima de tudo proativa, atributos que não podem faltar para quem trabalha na área de comunicação, muito do sucesso da campanha dinista na guerra de comunicação vencida contra o império do grupo Sarney está relacionado ao trabalho de Louise, bem como de toda a equipe de Flávio. Foram incansáveis e trabalharam em sintonia com os colaboradores. O ótimo relacionamento foi a marca.
Portanto, fica a homenagem justa de nossa parte a essas duas profissionais que valorosamente colaboraram com grande esforço e dedicação e cumpriram papel importante para o êxito da oposição e a derrota da oligarquia Sarney no Maranhão. Valeu Aline e Maria!!!
Do: Jonh Cutrim

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

YOUSSEF ENTREGA PROVAS SOBRE POLÍTICOS QUE CITOU

Além de entregar comparsas no governo e no Congresso Nacional, o megadoleiro Alberto Youssef também está mostrando à Polícia e ao Ministério Público Federal todas as provas documentais que acumulou e deixou em mãos de pessoas de sua confiança. Ele promete revelar os bens usados pelo esquema do Petrolão para presentear corruptos, além dos números das contas do desses políticos em paraísos fiscais.


Efeito Dilma!!! a verdade mostrada nos numeros...

Bolsa despenca e dólar decola após reeleição de Dilma Rousseff
Após a reeleição da presidenta Dilma, a bolsa de valores de São Paulo opera em forte queda e o dólar em alta. O Ibovespa cai 3,31% neste momento operando em 50.222 pontos e o dólar apresenta alta de 3,17%, sendo negociado a R$ 2,53.
Às 10h40, o índice à vista recuava 5,52%, aos 49.074,30 pontos, sendo que a Bolsa só saiu do leilão inicial depois de cerca de 20 minutos de pregão. As perdas são conduzidas pelos papéis de empresas ligadas ao governo: Petrobras ON (-12,23%), Petrobras PN (-12,15%), Banco do Brasil ON (-9,51%), Eletrobras PNB (-11,05%) e Eletrobras ON (-13,32%).
Grandes bancos privados também acompanham o movimento, como Itaú Unibanco PN (-6,79%) e Bradesco PN (-7,31%). Ainda no setor financeiro, BM&FBovespa registra perdas de 10,23%. As elétricas, grupo que, na visão de analistas, foi o mais penalizado por medidas do governo Dilma, também recuam em bloco nesta primeira sessão após a vitória da petista.
Concluída a eleição, a maior expectativa do mercado agora é sobre a nova equipe econômica e, principalmente, sobre quem substituirá o ministro Guido Mantega na Fazenda neste segundo mandato da presidente, que sinalizou no domingo, 26, estar disposta ao diálogo.
O estrategista-chefe do Banco Mizuho, Luciano Rostagno, acredita que os mercados se manterão pressionados até que Dilma comece a dar diretrizes para o novo governo. Para ele, a sinalização de um nome para a Fazenda ou quais serão os caminhos da política econômica no segundo mandato acalmariam os mercados e diminuiriam a volatilidade que deve ser enfrentada nos próximos dias. Para Luiz Gonzaga Belluzzo, ex-secretário de Política Econômica, o novo mandato de Dilma será de um governo de negociação que escutará mais os agentes econômicos.
Em Nova York, os American Depositay Receipts (ADRs, recibos que representam ações) da Petrobras estatal recuavam mais de 12,0%, há pouco. Também em queda, embora em um ritmo mais leve, os papéis da Vale perdiam mais de 3,0%. Na Europa, os recibos de ações da estatal registram forte desvalorização, com queda de mais de 8,0%, há pouco, em Frankfurt. Na Bolsa de Madri, os negócios indicam queda de mais 10,15% para recibos de Petrobras ON. (Ana Luísa Westphalen/AE)

sábado, 25 de outubro de 2014

CNT: AÉCIO ESTÁ NUMERICAMENTE À FRENTE DE DILMA

Tucano abre 6,4 pontos percentuais de vantagem sobre a petista.
Tucano tem vantagem numérica sobre a petista, diz pesquisa
Às vésperas das eleições, pesquisa CNT/MDA divulgada neste sábado, 25, traz o candidato à Presidência da República pelo PSDB, Aécio Neves, à frente da candidata à reeleição pelo PT, Dilma Rousseff. A vantagem é numérica, o que indica empate técnico. De acordo com o levantamento, o tucano tem 50,3% das intenções de votos válidos contra 49,7% da petista. Na última pesquisa CNT/MDA, divulgada no dia 20 de outubro, Dilma aparecia com 50,5% dos votos válidos, contra 49,5% de Aécio.
A intenção de votos espontânea também mostra os candidatos empatados tecnicamente. Aécio tem 44,4% dos votos e Dilma, 43,3%. Na pesquisa estimulada os números vão a 45,3% para o tucano e 44,7% para a candidata à reeleição.
Rejeição
A sondagem mostra que 43,3% dos entrevistados não votaria em Dilma de jeito nenhum enquanto, no caso de Aécio, 42,8% não votariam de jeito nenhum no tucano. No levantamento anterior, 41% não votariam em Aécio e 40,7% não votariam em Dilma.
A pesquisa foi realizada entre os dias 23 e 24 de outubro e está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-01199/2014. Foram entrevistadas 2.002 pessoas em 137 municípios e a margem de erro é de 2,2 pontos percentuais.

IMPEACHMENT DE DILMA JÁ TEM 657 MIL ASSINATURAS

Dilma e AÈcio participam do ˙ltimo debate antes da votaÁ„o do segundo turno
Dilma Rousseff, candidata do PT, no debate de ontem, na Rede Globo. Foto: Ricardo Duarte/Estadão Conteúdo
Petição de impeachment da presidenta Dilma Rousseff (PT) acumulava no começo da noite desta sexta-feira (24) mais de meio milhão de assinaturas (exatas 575 mil às 19h). Agora, à 10h30, o número já cresceu para 644.906. A petição, no site Avaaz, ganhou fôlego após revelação do doleiro Alberto Youssef à Polícia Federal e ao Ministério Público Federal de que Dilma e Lula sabiam do roubo na Petrobras. A PF suspeita que Youssef “lavou” R$ 10 bilhões.
Em sua propaganda eleitoral na tevê, Dilma optou por desqualificar a revista Veja, que publicou a notícia, ameaçando-a de processo.
Ao afirmar que Veja “não tem credibilidade”, Dilma deveria explicar por que seu governo acredita na revista: é um dos principais anunciantes.
O megadoleiro Alberto Youssef era o caixa do esquema de gatunagem na Petrobras, desmantelado pela Operação Lava Jato.
Youssef e seu “sócio” Paulo Roberto Costa comandavam uma espécie de “banco central” da corrupção, instalado em 2006, no governo Lula.

Datafolha: Aécio sobe e empata tecnicamente com Dilma


Candidatos à Presidência da República, Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB)
EMPATE – Os candidatos à Presidência da República, Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB): empate técnico na véspera das urnas (Felipe Cotrim/VEJA.com)
Pesquisa Datafolha divulgada na tarde deste sábado aponta que o candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, recuperou terreno na véspera das eleições e está tecnicamente empatado com a presidete-candidata Dilma Rousseff (PT), no limite da margem de erro de dois pontos porcentuais para mais ou para menos. Segundo o levantamento, encomendado pelo jornal Folha de S. Paulo e pela TV Globo, a petista lidera a corrida com 52% das intenções de votos válidos (excluídos brancos, nulos e os eleitores indecisos), e o tucano tem 48%.

Na sondagem anterior, feita pelo instituto, nos dias 22 e 23, Dilma marcava 53%, e Aécio tinha 47%.

Se considerados os 5% de eleitores que pretendem votar em branco ou nulo e outros 5% de indecisos, Dilma tem 47% das intenções de voto, e Aécio, 43%.

O instituto entrevistou 19.318 eleitores, em 400 municípios brasileiros, na sexta-feira e neste sábado. A pesquisa está registrada na Justiça Eleitoral com o número BR-1210/2014.

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

CORREIOS FAZ CAMPANHA PRÓ-DILMA EM CARRO OFICIAL

Van dos Correios flagrada com adesivos de campanha de Dilma e do PT. Foto: Pedro Machado
Van dos Correios flagrada com adesivos de campanha de Dilma e do PT
Os Correios foram mais uma vez flagrados fazendo campanha aberta para a presidenta Dilma e para o PT. Uma viatura oficial (van), placa HFX-7966 foi fotografada no Setor Bancário Norte, em frente ao edifício sede da empresa, com diversos adesivos de campanha da presidenta Dilma e do PT.
O presidente da empresa, Wagner Pinheiro, e os diretores regionais Areovaldo Figueiredo (Paraná), Nilton Nascimento (Mato Grosso) e José Pedro Amengol (Minas Gerais), já foram vistos em atos e reuniões estratégicas de campanha com outros empregados.
No vídeo abaixo, o deputado estadual Durval Ângelo (PT-MG) exalta uma reunião em que foi prometido o destravamento da infraestrutura dos Correios, além de parabenizar os militantes pelo aumento das intenções de voto de Dilma no estado de 30% para 40%. Segundo o parlamentar, isso só foi possível graças à “capilaridade” que os Correios forneceram. “Dilma tinha menos de 30% em Minas Gerais, se hoje estamos com 40% em Minas, tem dedo forte dos petistas do Correios”, afirmou.

Maranhão receberá um grande presente da Dilma este ainda este ano

A nova rodada de reajuste das contas de energia autorizadas pela (Aneel), deve deixar o bolso de muito consumidores em curto-circuito, e o Maranhão será agraciado com o segundo maior aumento nas tarifas de energia.
Esse aumento sorrateiro e covarde só deverá ser sentindo após as eleições onde a presidente esta concorrendo a reeleição e claro não interessa vim ao conhecimento nesse momento...


OAB do Distrito Federal concede inscrição de advogado a Joaquim Barbosa

OAB do Distrito Federal concede inscrio de advogado a Joaquim Barbosa
O ministro Joaquim Barbosa já pode se declarar um advogado. A seccional do Distrito Federal da OAB concedeu, nesta segunda-feira (20/10), a carteirinha para que o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal possa advogar. Não deve haver recurso contra a decisão.
A inscrição do ministro aposentado nos quadros da Ordem havia sido impugnada pelo presidente da seccional do DF, Ibaneis Rocha. Seu pedido, no entanto, foi feito na qualidade de advogado, e não de dirigente da autarquia no Distrito Federal.
Na impugnação, Ibaneis afirmou que a conduta de Joaquim Barbosa como ministro ofendeu a classe dos advogados por conta de suas declarações, por vezes ofensivas, à categoria.
Nos últimos momentos do julgamento da Ação Penal 470, o processo do mensalão, depois que Joaquim mandou que o advogado Luiz Fernando Pacheco fosse retirado da tribuna do advogado do Pleno do STF, Ibaneis organizou uma sessão de desagravo ao colega, em que explicitava toda a sua insatisfação com a forma com que o ministro tratava a advocacia.
Para Ibaneis, a postura de Joaquim Barbosa demonstrou inidoneidade para que ele possa advogar. Na sexta-feira (17/10), o advogado do ex-presidente do STF, Marco Antonio Meneghetti, apresentou a defesa de seu cliente. No texto, o ministro reconhece que manteve uma “posição crítica” em relação à classe que agora quer integrar, mas afirma que isso não o impede de advogar. “Votar contra ou a favor de um tema que interesse aos advogados não pode ser tido como conduta inidônea”, escreveu o advogado na petição enviada à OAB-DF.
Puxão de orelha A Comissão de Seleção da OAB-DF, responsável por analisar casos relacionados a registros de advogados na Ordem, concordou tanto com Ibaneis quanto com Joaquim Barbosa. Na decisão desta segunda, o colegiado afirma que a postura do ministro é “lamentável” e, “é certo, flertou muitas vezes com a ilegalidade, com o desrespeito à lei que rege a classe”. Mas também afirma que esse quadro não cabe no que a entidade entende por inidoneidade.
“Reserva-se a declaração de inidoneidade para a prática de crimes infamantes, de condutas administrativas eivadas do labéu da improbidade”, diz a decisão, assinada pelo advogado Maximilian Patriota, presidente da Comissão de Seleção. “Que se lhe dê a inscrição e que jamais possa dizer: ‘Esta é uma sociedade podre, da qual me orgulho de ser membro’. Ao revés, que seja docemente constrangido a admitir a nobreza da Instituição na defesa desta sociedade plural, que se quer cada vez mais democrática e atuante”, continua a decisão, antes de concluir pela reinscrição de Joaquim Barbosa nos quadros da Ordem.
O autor da impugnação, Ibaneis Rocha, está satisfeito com a situação. Disse que não vai recorrer “por entender eu fiz o que se esperava da conduta de um advogado”. “A comissão apontou que a conduta do ex-ministro flertou com a ilegalidade e ele teve de se submeter às regras da categoria que agora integrará. É o que me basta”, declarou.
Ibaneis poderia recorrer ao Conselho Pleno da seccional e, posteriormente, ao Conselho Federal da OAB. Mas era certo que Joaquim pularia o balcão para virar advogado. O presidente do Conselho Federal, Marcus Vinícius Furtado Coêlho, já havia deixado claro que pretendia conceder o registro ao ministro, caso coubesse a ele a decisão.
De todo modo, Joaquim Benedito Barbosa Gomes agora é advogado sob a inscrição OAB 3.344/DF. Não disse que área do Direito pretende seguir, apenas que se dedicará aos pareceres jurídicos.

Flávio Dino participará de ato no Amapá para derrotar Sarney

O governador eleito do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), estará nesta quarta-feira (22) participando de um grande ato político a favor do atual governador do Amapá e candidato à releição, Camilo Capiberibe (PSB). O ex-governador e deputado federal eleito, José Reinaldo Tavares também foi convidado a participar do evento de campanha.
No Amapá, Camilo e Waldez Góes (PDT) – este apoiado pelo senador José Sarney – disputam o segundo turno. No primeiro turno das eleições 2014 no estado Waldez teve 42% dos votos válidos, o que corresponde a 161.550 eleitores. Camilo Capiberibe somou 27,53%, representado 105.445.
Eleito com 63% dos votos válidos numa vitória acachapante contra o senador Lobão Filho, derrotando a oligarquia Sarney depois de cinco décadas de mandonismo, Flávio Dino estará no Amapá a convite do senador João Capiberibe, adversário mortal do senador José Sarney.
Tal qual como na eleição do Maranhão, a turma de Sarney vem jogando pesado contra o candidato Camilo Capiberibe, utilizando do mesmo expediente sujo usado contra Dino aqui, com inverdades e ataques despudorados no horário eleitoral. Até o Ibope, que errou feio no MA, é acusado por aliados de Camilo de ser usado para favorecer Waldez.
Waldez Góes é um dos principais aliados do peemedebista José Sarney no Amapá. Em 2010, junto com outros dezessete políticos locais, o candidato do PDT foi preso pela Polícia Federal na Operação Mãos Limpas. Eles eram acusados de integrar uma quadrilha de desvio de dinheiro público do Amapá e da União. Quando foi preso, Góes exercia seu segundo mandato como governador do estado.
Depois de ser humilhado no Maranhão, José Sarney corre o risco de ser derrotado no Amapá.