OBRAS MAIS ASFALTO

OBRAS MAIS ASFALTO

terça-feira, 23 de agosto de 2016

Governo apresenta o programa Diques da Produção ao Ministério Público

Secretários Neto Evangelista e Marcelo Tavares reunidos com o  procurador-geral de Justiça, Luiz Gonzaga Martins, e o promotor de Meio Ambiente, Fernando Barreto. Foto: Divulgação
Secretários Neto Evangelista e Marcelo Tavares reunidos com o procurador-geral de Justiça, Luiz Gonzaga Martins, e o promotor de Meio Ambiente, Fernando Barreto. Foto: Divulgação
Representantes do Governo do Estado apresentaram, nesta terça-feira (16), ao procurador-geral do Maranhão, Luiz Gonzaga Martins, e ao promotor de Meio Ambiente, Fernando Barreto, o programa Diques da Produção. O secretário de Estado de Desenvolvimento Social, Neto Evangelista, e o secretário-chefe da Casa Civil, Marcelo Tavares, explicaram o objetivo do programa, que visa garantir a contenção de água doce e o combate da salinização dos campos naturais inundáveis da Baixada Maranhense, atendendo 35 municípios.
O programa será implantado e acompanhado pelo Comitê Diques da Produção, formado pelas secretarias de Estado da Casa Civil (que preside o comitê), Desenvolvimento Social (Sedes), Agricultura Familiar (SAF), Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima) e Meio Ambiente e Recursos Naturais (Sema).
A proposta atende a uma antiga aspiração da população da Baixada Maranhense, que sofre, historicamente, com a entrada de água salgada pelos talvegues naturais (igarapés) nas áreas mais baixas da região. A iniciativa visa proteger os ecossistemas e os mananciais de água doce e, ao mesmo tempo, evitar a salinização dos campos naturais.
O secretário Neto Evangelista destacou que os diques são sonhos antigos da população da Baixada Maranhense e o Governo do Estado está colocando em prática essa iniciativa, tendo como base experiências de sucesso como as que já foram efetivadas nos municípios de Anajatuba e Bacurituba. “Há programas federais, mas nós estamos criando o programa estadual e as ações começam este ano”, declarou.
O secretário explicou que a Sedes vai executar as ações de construção dos diques e dos canais. Em seguida, equipes da SAF e Sagrima vão implantar projetos produtivos, de pescado do campo e de outras produções. “É produção e renda para o homem do campo”, realçou.
O promotor Fernando Barreto parabenizou o Governo do Estado pela iniciativa e se dispôs a auxiliar no que fosse necessário. “Vai solucionar o problema da salinização dos campos naturais e da seca sem grandes impactos ambientais, sem contar com o âmbito social que beneficiará centenas de famílias. Acompanharei o andamento do programa e estou disposto a colaborar com o que for preciso”, disse.

Nenhum comentário: