sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Governo discute cooperação técnica com avicultores



O Governo do Maranhão, por meio de gestores e técnicos das secretarias de Estado de Indústria e Comércio (Seinc), Agricultura e Pecuária (Sagrima) e da Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (Aged-MA) discutiram, com representantes da Associação de Avicultores do Maranhão (Avima), portaria que regulamenta a entrada de frangos vivos em território maranhense.

Durante a reunião também foi debatido o termo de cooperação técnica que será assinado entre os órgãos para desenvolver a cadeia avícola. A proposta é colocar em prática ações conjuntas de defesa, inspeção e educação sanitária, atendendo determinações do Ministério da Agricultura.

De acordo com o secretário de Estado de Indústria e Comércio, Simplício Araújo, há um grande potencial para a avicultura no Maranhão e o trabalho do governo Flávio Dino está contribuindo para o crescimento do setor.

“O diálogo expande o setor avícola no Maranhão. A intenção do governo Flávio Dino é fortalecer as empresas, valorizando o que é produzido no estado, que deve atender a demanda do mercado local com produtos de qualidade”, disse o secretário.

O presidente da Aged-MA, Sebastião Anchieta, frisou que a cadeia avícola é de fundamental importância para a economia do Maranhão. “Com os programas implantados, o governo Flávio Dino desenvolve o setor, visto que a avicultura é muito importante para o país, o segundo exportador de aves no mundo”.

O secretário adjunto da Sagrima, Edjahilson Souza, falou dos avanços resultantes das diversas reuniões entre gestores do governo com a Avima. “Nas discussões, o objetivo é valorizar o produtor e fortalecer as barreiras sanitárias, por meio da Aged, para a produção de aves que passem pelos controles sanitários”.




Para o Presidente da Avima, José Augusto Monteiro, as medidas fortalecem o setor no Maranhão. “Temos, agora, avanços na questão da portaria que vai disciplinar a entrada de frango vivo no estado, assim como o termo de cooperação técnica que deve ser assinado em breve. Um grande passo”, ressaltou.

Nenhum comentário: