OBRAS MAIS ASFALTO

OBRAS MAIS ASFALTO

quarta-feira, 8 de julho de 2015

Definida estratégia de inclusão do ensino técnico no programa ‘Mais IDH’


Reduzir a extrema pobreza e as desigualdades sociais nos municípios com o menor Índice de Desenvolvimento Humano do Maranhão é a meta do ‘Mais IDH’. Nesta quarta-feira (8), durante reunião com os coordenadores do programa, no Convento das Mercês, em São Luís, a Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) apresentou as contribuições que dará à iniciativa por meio do Programa Estadual de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Proetec).

O Proetec Mais IDH segue a determinação do governador Flávio Dino de que as ações sejam construídas e aplicadas com mobilização popular. Assim, ele se alia aos projetos das outras secretarias, participando de espaços onde a comunidade dos 30 municípios abraçados pelo programa terá oportunidade de debater sobre os cursos que atendem, da melhor forma, as necessidades regionais.

Segundo o secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação, Bira do Pindaré, ao ofertar capacitação profissional em parceria com o Sistema S e com a Universidade Estadual do Maranhão (Uema), o Governo do Estado supre a carência de ensino técnico destas localidades. Outro grande benefício são as oportunidades dadas aos estudantes que, além se qualificar para um emprego, podem conquistar autonomia abrindo o próprio negócio.

O secretário Bira do Pindaré disse que o Programa Estadual de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego foi pensado a partir da versão nacional. Na adaptação às demandas maranhenses, uma equipe da Secti realizou avaliação, priorizando os cursos de Formação Inicial Continuada (FIC’s), que têm curta duração. A meta é formar quatro mil alunos na primeira etapa.

“O maior benefício do Proetec é a organização de todo o sistema de educação profissional do Estado. Isto será feito com o apoio de uma plataforma digital de gestão. Como esses municípios sofrem com a escassez de mão-de-obra qualificada, nós pensamos em cursos rápidos, o que evita a evasão escolar, e que possibilita o acesso a um emprego”, pontuou o Secretário Adjunto de Ensino Profissionalizante e Inclusão Digital, André Bello.


Além do ‘Mais IDH’, o Proetec atuará em outras modalidades: Rural, Jovem, Ciência, Saúde e Educação para Jovens e Adultos. Para participar do programa é necessário estar cursando ou ter concluído o Ensino Médio. Os alunos receberão assistência estudantil para auxiliar em questões como transporte e aquisição de materiais didáticos.

Nenhum comentário: