Motorista envolvido em acidente no Araçagy vai responder por homicídio

SÃO LUÍS – O motorista Breno Francisco Correia, que dirigia a van com 38 pessoas no último sábado (9) minutos antes de um acidente que matou 4 pessoas, irá responder por homicídio culposo – quando não há intenção de matar.
A tragédia tirou a vida de duas crianças pequenas, uma adolescente e uma lavradora, quando o condutor perdeu o controle do veículo na avenida Atlântica, que dá acesso à praia do Araçagy.
As vítimas foram identificadas como Gis Jhennyffer Machado Pinheiro, de 12 anos, e os irmãos Ellen Cecília da Silva Melo, de 11 meses, e Eliezer da Silva Melo de apenas 6 anos. Também morreu no acidente Maria José Coelho Santos, uma lavradora de 58 anos.
Breno Francisco Correia havia fugido do local do acidente minutos depois da colisão.
A van transportava mais de 30 pessoas no momento do acidente. Segundo familiares, eles vinham para se divertir na praia durante o sábado.
As causas do acidente ainda serão avaliadas pelo Instituto de Criminalística (Icrim).
VELÓRIO
Marcado por dor e comoção, o velório das vítimas trouxe o pedido de justiça de familiares. Eles foram velados em casas distintas no povoado de Periz de Baixo, a cerca de 58 km de São Luís, e enterrados no Cemitério Municipal de Bacabeira.
FERIDOS
O acidente deixou também pessoas feridas, que foram atendidas nos dois Socorrões. No Socorrão I, foram 9 pessoas atendidas, mas foram liberadas ainda no sábado. Outras duas crianças também precisaram ser submetidas a cirurgia e foram transferidas ontem aos hospitais Materno Infantil e Juvênio Matos.
No Socorrão I, uma criança também segue internada com outros três adultos. Outro paciente conseguiu ser estabilizado e encaminhado para o Socorrão II, onde outras cinco pessoas foram atendidas.
Horas depois do acidente, uma criança foi liberada. Quatro adultos permanecem internados. Um homem ferido no acidente teve um membro superior amputado e segue sendo observado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).
Já no Socorrão II, outras cinco pessoas foram atendidas prontamente. Uma criança teve alta horas após o acidente e outros quatro adultos permanecem internados. Destes, três (sendo dois homens e uma mulher) tiveram fraturas e lesões em músculos. Outro homem teve amputação de membro superior e está em observação em Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Comentários