OBRAS MAIS ASFALTO

OBRAS MAIS ASFALTO

quinta-feira, 22 de junho de 2017

Decretada prisão preventiva de tenente suspeito de matar namorada

O Juiz Arilton Rosal Falcão, da Central de Inquéritos, converteu a prisão em flagrante do tenente do Exército, José Ricardo da Silva Neto, 23 anos, suspeito de cometer feminicídio contra a namorada Iarla Barbosa Lima, em prisão preventiva.
Na decisão, o magistrado justifica a conversão diante da “gravidade concreta da conduta praticada pelo autuado”, José Ricardo da Silva Neto.  O juiz também alegou que o tenente do Exército Brasileiro “cometeu o homicídio qualificado contra a ex-companheira se valendo de motivo torpe contra várias vítimas. Tendo uma delas vindo a óbito e as demais terem corrido sério risco de morte, uma vez que os disparos ocorreram no interior de um veículo a queima roupa”.
O juiz explica que a prisão preventiva deve ser decretada como garantia da ordem pública, da ordem econômica, por conveniência da instrução criminal, ou para assegurar a aplicação da lei penal, quando houver prova da existência do crime.
A audiência de Custódia com o tenente do Exército não pode ser realizada porque ele está internado em um hospital particular, onde passou por cirurgia para retirar uma bala da perna.
O assassinato de Iarla aconteceu na madrugada de segunda-feira (19). Ela, o tenente, a irmã e uma amiga estavam em um pub localizado na zona Leste de Teresina. O oficial do Exército chamou a namorada e as outras meninas para irem embora.
De acordo com a Delegacia de Homicídios, dentro do carro, ele teria dito à Iarla que a viu “se insinuando para seus amigos” e pegou uma pistola que estava debaixo do banco de veículo.
O tenente efetuou quatro disparos contra a jovem e também feriu a cunhada, Ilana Barbosa, e uma amiga de Iarla, Josiane Mesquita.
Cidade Verde

Nenhum comentário: