Governo MA

quinta-feira, 4 de maio de 2017

Segurança Pública: de Roseana a Dino, redução de 29% no número de homicídios

Só não ver que não quer: o número de homicídios caiu no governo Flavio Dino em comparação com o governo Roseana Sarney. Gostando ou não do atual governador, não se pode negar que é ele o gestor que mais investiu no sistema de segurança do Maranhão, e isso reflete diretamente na redução de vários indíces de criminalidade, como é o caso dos homicídios.
Dados divulgados pela Secretaria de Estado da Segurança Pública com relação aos homicídios na Região Metropolitana de São Luís chamam atenção, principalmente quando são comparados com a realidade anterior ao governo Dino.
Em 2014, último ano de Roseana Sarney à frente do Estado, foram registrados 302 homicídios nos primeiros quatro meses daquele ano. Já agora, em 2017, no mesmo período de quatro meses foram registrados 212 homicídios, uma redução de 29%.

Governador Flávio Dino, cumprimenta Cmdt. da PMMA na presença do Secretário de Segurança Jefferson Portela

Mas não existe milagre, nem sorte. Os dados divulgados demonstram que o número de homicídios vem caindo ao mesmo tempo em que investimentos são feitos em segurança pelo Governo do Estado. Em cerca de 28 meses de gestão, Flávio Dino incorporou 2500 novos policiais, o governo entregou mais 574 viaturas para o trabalho das polícias, investiu em armamento e infraestrutura, e deu andamento a um processo de valorização dos policiais de diversas formas, a exemplo das promoções a policiais.
Os dados da Segurança apontam que o mês de abril de 2017 registrou o menor número de homicídios em toda a gestão do governador Flávio Dino, confirmando a queda acentuada dos casos na Região Metropolitana.
Na comparação de 2014 com 2017, a redução no número de homicídios representa 90 vidas poupadas, o que por si só já é motivo para comemorar, mas além disso, confirma que só é possível combater a violência com investimento contínuo (também) na segurança pública e valorizando quem dedica a sua vida em defesa da sociedade, os policiais. E não dá pra negar que é isso que tem acontecido na área da segurança pública do Maranhão.
Já tá bom assim? Claro que não. Bom seria que a violência fosse “zero”. Mas é preciso reconhecer e comemorar os avanços, um de cada vez.

Nenhum comentário: