quinta-feira, 16 de março de 2017

Assaltante de banco é preso durante orgia em balneário na cidade de Timon

"Leo Gordinho", participava de uma orgia em um balneário em Timon (MA)
O Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco), da Polícia Militar do Piauí, prendeu o mentor do sequestro à tesoureira do Banco do Brasil, em Teresina, fato ocorrido em 14 de fevereiro deste ano. Leonardo Oliveira da Costa, o "Leo Gordinho", participava de uma orgia em um balneário em Timon (MA). Ele foi preso em festa semelhante em um motel da capital há mais de um mês.
 
No local, foi encontrada uma arma de fogo e havia indícios de consumo de drogas, segundo a Polícia Civil. Ao todo, nove pessoas foram conduzidas para a delegacia, sendo que três ficaram presas, incluindo Leonardo. Os outros dois são Gabriel Francisco de Lima Filho e Lucas Katsberg Santos da Silva.

"Ele foi o mandante do sequestro e chefe da organização criminosa. Recrutou gente e conseguiu armas. Não participou diretamente da execução, mas tinha total controle do crime. Dias antes do sequestro, ele foi preso em um motel de Teresina, mas foi solto porque deu nome falso", disse o coordenador do Greco, delegado Willame Moraes.

A abordagem policial ocorreu na madrugada desta quinta-feira (16) e contou com a participação de policiais civis e militares do Piauí e do Maranhão.

"No balneário, havia seis homens e seis mulheres que participavam de uma orgia e estavam em plena comemoração", completou Moraes.

Após saírem do local, as equipes se deslocaram para um sítio luxuoso que seria de propriedade de 'Leo Gordinho'.

O imóvel chama atenção pela imponência: a casa é bem estruturada, com móveis e eletrodomésticos caros e até mesmo galos e cavalos de raça.

Lá, a polícia apreendeu uma submetralhadora de uso da Polícia Militar do Pará, uma escopeta, uma carabina de pressão e duas pistolas ponto 40.

Detalhe para o quadro com a expressão de um palhaço, conhecido na criminalidade, como matador de policial (Foto: divulgação/Polícia Militar)

Contra o suspeito, há pelo menos três mandados de prisão em aberto. Dessa vez, ele deve responder por associação criminosa e porte ilegal de arma de fogo. Todos os presos serão ouvidos na sede do Greco, zona Sul de Teresina.

Por Maria Romero
Portal Cidade Verde/Teresina

Nenhum comentário: