OBRAS MAIS ASFALTO

OBRAS MAIS ASFALTO

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Governo lança campanha de incentivo à doação de sangue no período pré-carnavalesco



Os secretários Carlos Lula (Saúde) Diego Galdino (Cultura e Turismo) participaram da abertura da campanha de doação de sangue no Hemomar. Foto: Karlos Geromy/Secap
Com o tema ‘Cultura e Solidariedade em nossas veias. Doe sangue’, o Governo do Estado por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), lançou, nesta terça-feira (7), a campanha de doação de sangue que visa manter o estoque de bolsas do Centro de Hematologia e Hemoterapia do Maranhão (Hemomar) abastecido para o período do carnaval.
No período momesco, o Hemomar computa uma ausência de 30% a 40% no número de doadores de sangue, queda significativa para a média de 180 coletas diárias, fora desta temporada. A campanha pretende atrair doadores durante todo o mês de fevereiro para doação, em São Luís, e nos sete núcleos de Hemoterapia localizados em Imperatriz, Balsas, Santa Inês, Caxias, Pedreiras, Pinheiro e Codó.
O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, presente ao evento, destacou a importância de concentrar esforços para a doação neste período pré-carnaval. “Carnaval também é época de solidariedade! Por isso, esse mês de fevereiro, o Governo do Estado irá intensificar a campanha para que não falte sangue em nossos hospitais em um período delicado, que é o carnaval”, disse.

Os secretários Carlos Lula (Saúde) Diego Galdino (Cultura e Turismo) participaram da abertura da campanha de doação de sangue no Hemomar. Foto: Karlos Geromy/Secap
Para 2017, o Hemomar pretende aumentar em 20% o número de bolsas de sangue arrecadadas em comparação ao mesmo período da campanha em 2016, quando foram coletadas 2.066 bolsas. “Doar sangue é um ato que pode salvar muitas vidas, por isso mesmo, é dever nosso, e eu peço isso a todos vocês que estão aqui hoje aguardando para fazer sua doação, que não deixem de convidar seus familiares, replicar nas suas redes sociais. Nós precisamos da doação de todos”, reforçou o secretário Carlos Lula.
Também estiveram presentes ao lançamento da campanha no Hemomar, o secretário de Estado da Cultura e Turismo, Diego Galdino, que na ocasião realizou doação de sangue, e a subsecretária de Estado da Saúde, Karla Trindade. “Estou muito feliz de estar aqui hoje para me tornar um doador. Aceitei o convite do secretário Carlos Lula e me comprometo a ser um replicador e trazer mais pessoas para aderirem à campanha”, disse Diego Galdino.
O diretor do Hemomar, Dario Nicolau, destacou ações de sensibilização, na capital e no interior, com o propósito de convocar os doadores regulares e, também, estimular a primeira doação. “Estamos trabalhando também com a nossa unidade de coleta móvel, com deslocamento ao longo desta semana para igrejas e associações de bairros para receber os doadores. Também contamos com a parceria das organizações sociais que já participam de nossas campanhas trazendo doadores”, informou.
Para o médico Arthur Jucá, diretor clínico da Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh), empresa gestora do Hemomar, é essencial a realização da campanha. “Nós sabemos que a doação de sangue, no Brasil, em alguns períodos se torna irregular. Por isso, nos hospitais, acabamos passando por momentos críticos de falta de bolsas de sangue mesmo. E este é um dos períodos críticos do ano, daí a necessidade de promover ações como essa para que se possa ter uma reserva para os casos e necessidade”, explicou.
Doador de carteirinha

O aposentado Rui Nogueira já realizou mais de 100 doações de sangue. Foto: Karlos Geromy/Secap
Já o aposentado Rui Nogueira esteve no Hemocentro novamente para fazer a doação voluntária e exibia com orgulho o cartão de doador regular, que recebeu no Hemocentro de São Paulo. “Já foram mais de 100 doações. Algo que faço com muito orgulho”, contou.
Rui Nogueira iniciou as doações quando a filha ficou doente de leucemia e, desde então, vem realizando inúmeras campanhas para atrair doadores aos hemocentros. “Eu me sensibilizei pra essa causa quando minha filha adoeceu. Fiz várias campanhas, abastecemos os hemocentros, mas infelizmente não conseguimos salvá-la. Desde então, eu assumi esse compromisso de ser um doador e fazer com que as pessoas também sejam, não só de sangue, mas de medula também. A gente pode e precisa salvar vidas”, explicou.
Como doar
Em São Luís, os interessados podem se dirigir a sede do Hemomar, localizada na Rua Cinco de Janeiro, s/n, bairro da Jordoa. A unidade funciona de segunda a sexta, de 8h às 18h, e aos sábados, de 8h às 12h.
Para ser doador é necessário ter entre 16 e 69 anos de idade (menores de 18 anos precisam de autorização), estar em boas condições de saúde e pesar no mínimo 50kg. No dia da doação, o doador não deve ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 12 horas.
Programação da Unidade Móvel do Hemomar
Dias 7 a 10 – Igreja Adventista em Coroatá
Dia 12 – Igreja Batista Maanaik (Cidade Operária)
Dia 13 – Sede da Secretaria de Estado da Saúde (SES)
Dias 14 a 17 – Igreja Adventista em Vargem Grande
Dia 18 – Igreja Adventista (Cruzeiro de Santa Bárbara)
Dia 23 – Sede do Tribunal de Contas do Estado (TCU)
Fala Povo
“Eu acho importante [doar] porque são vidas que estamos ajudando a salvar. Hoje eu estou doando a um parente, mas pelo menos uma vez no ano eu venho doar”, Leiadson Costa
“Hoje eu vim doar para uma criança que vai fazer uma cirurgia. Eu já tinha vindo antes doar, na época não foi possível por conta de uma cirurgia que tinha feito. Eu sei da importância e quero ser um doador regular, inclusive pretendo doar medula óssea também”, Marcos Vinícius
“Só saber que você vai salvar vidas já significa muito. É a primeira vez, mas quero me tornar um doador regular, daqui a dois meses eu já venho doar de novo”, Domingos Dutra

Nenhum comentário: