terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Sem reajuste: Salários do governador, vice e secretários são congelados e ficam com valores de 2015; Flávio Dino reage a mais um factoide

Ao contrário do que foi revelado por um blog que faz oposição ao governo, os salários do governador Flávio Dino, do vice Carlos Brandão e de secretários de Estado permanecem inalterados.

Os valores constantes do Projeto de Lei nº 226/2016, que dispõe sobre esses subsídios para o ano de 2017, são os mesmos estabelecidos para o exercício de 2015 em Lei nº 10.184, de 23 de dezembro de 2014, assinada pelo então governador Arnaldo Melo.


Pelo terceiro ano consecutivo, o subsídio mensal para o governador será de R$ 15.915,40; para o vice-governador R$ 14.198,18; e para os secretários R$ 11.154,24.

Governador reage

O governador Flávio Dino reagiu, com indignação, a mais esse factoide que tem por objetivo tentar jogar a opinião pública contra o governo. “É absolutamente mentirosa notícia de aumento de salário de governador, vice e secretários de estado no Maranhão. Uma invenção criminosa. Esse é o nível de calúnias e agressões que enfrentamos no Maranhão, oriundas dos segmentos que tem intere$$e$ contrariados”, desabafou o governador nas redes sociais.

Para Dino, os autores das agressões e mentiras são os mesmos de sempre, que não aceitam os êxitos de um governo sério e popular.

“Peço respeitosamente que ninguém se deixe pautar por pessoas que usam a mentira como meio de vida. Fico indignado em como há gente especializada em fazer o mal. Por essas e outras, que muita gente séria não quer saber de política”, acrescenta.

Mesmo com os ataques constantes, o governador diz que não vai recuar. “O Maranhão levou décadas para se livrar de máfias e quadrilhas. E vou lutar sempre para eles não voltarem”, assegura.
Lei de 2014 fixando os subsídios para integrantes do Poder Executivo
Reação do governador nas redes sociais

Nenhum comentário: