ANTES NÃO TINHA

ANTES NÃO TINHA

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Laudo conclui que houve relação sexual sem violencia entre jovem e prefeito

Da Redação
Ribamar Alves
O laudo de conjunção carnal realizado no Instituto Médico Legal (IML) na jovem de 18 anos, que afirmou ter sido estuprada pelo prefeito do município de Santa Inês, Ribamar Alves (PSB), de 61 anos, teve o resultado divulgado ontem. 

O documento assinado pela médica legista Márcia Sandra de Castro Moraes, atesta que houve relação sexual. O exame foi solicitado pelo delegado de Polícia Civil de Santa Inês, que efetuou a prisão do prefeito Ribamar Alves. 
O laudo descreve, segundo relato da jovem, que “no dia 29 do corrente mês, por volta de 21h, combinou com o prefeito de Santa Inês que a buscasse em sua residência para resolver problemas relativos a uma licença para compra de material para a prefeitura. Informa ainda que, “quando ele foi deixá-la em casa, a conduziu a um motel, sem sua anuência. No motel, pediu que ele não tirasse sua roupa, mas ele não atendeu e que não ofereceu mais resistência porque ficou com medo do que pudesse acontecer. Informa que ele a forçou a praticar sexo vaginal sem proteção e que sua última relação sexual havia sido aos 14 anos de idade”.
Laudo jovem 18 anos
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
O laudo constatou "ausência de lesões corporais externas"; Com detalhamento para presença de “ferida contusa pequena com sangramento discreto na comissura posterior dos lábios” e presença de “secreção espessa esbranquiçada no intróito vaginal”. O exame revelou também a presença de “rupturas himenais antigas” e apontou ainda que a vítima não tinha relação sexual há quatro anos.
O laudo dará prosseguimento à análise do caso.
O prefeito de Santa Inês, Ribamar Alves (PSB), permanece preso preventivamente por determinação do Tribunal de Justiça desde a última sexta-feira, dia 29, no Presídio São Luís I, em um pavilhão destinado a detentos com diploma de nível superior.

Nenhum comentário: