OBRAS MAIS ASFALTO

OBRAS MAIS ASFALTO

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

No Maranhão não temos nenhum Moro: Juiz federal nega novo pedido de prisão contra Ricardo Murad

O juiz federal da 1ª Vara Roberto Carvalho Veloso negou, mais outro pedido de prisão preventiva, contra o ex-secretário de Estado da Saúde, Ricardo Jorge Murad. Ele é acusado pela Polícia Federal de integrar uma organização criminosa.
De acordo com o magistrado, não há elementos suficientes para acatar o pedido da Superintendência Federal que, alegada ocultação de provas por parte de Ricardo Murad. Os federais apresentaram para o juiz página de caderno escolar escrito valor de R$ 23 mil.
“O que há de novo é a alegação da destruição e ocultação de provas […]. A comprovação dessa alegação, no entanto está muito frágil, porque a folha de papel apresentada como queimada, conforme se verifica da imagem juntada na representação, é de uma página de caderno escolar na qual está escrito um valor de R$ 23.000,00 e uma conta de subtração desta quantia de RS 9.485,00, porém sem indicativo de relação com os fatos investigados. Não há nome de nenhuma pessoa física ou jurídica que tenha afinidade com os fatos apurados. Apenas para anotar, o desvio que se apura nestes autos, segundo anúncio da autoridade policial, é de R$ 1.200.000.000,00 (um bilhão e duzentos milhões de reais)”, destacou.
Roberto Veloso autorizou apenas que fosse realizado buscas e apreensão na casa de Samira Murad, irmão do ex-secretário de Saúde.

Nenhum comentário: