terça-feira, 24 de novembro de 2015

Descentralização da Perícia Médica do Estado desburocratiza atendimento de servidores de outras regiões

 
A descentralização do serviço de Perícia Médica tem facilitado a vida dos servidores de diversas regiões do estado que necessitam desse atendimento. Com a contratação de mais 20 profissionais, pelo Governo do Maranhão, para atuar na Superintendência de Perícia Médica do Estado, até outubro deste ano já foram realizados aproximadamente cinco mil atendimentos, nas cidades de Imperatriz, Caxias, Bacabal, Balsas e na capital maranhense.
Uma das beneficiadas com a descentralização foi a professora do estado, Marinete Neres Ferreira, residente em Imperatriz, que, recentemente, necessitou da avaliação da perícia, em decorrência de um problema na coluna. “Demorou, mas, ainda bem que aconteceu essa descentralização, que ajuda bastante na economia, tanto de dinheiro, como também de tempo. Foi muito bom para o servidor que atua na região e não precisa mais se deslocar até a capital em busca do serviço”, afirmou.

Somente de julho a outubro deste ano, na cidade de Imperatriz, cerca de 340 funcionários públicos estaduais utilizaram o serviço da perícia médica. Em Caxias, Bacabal e Balsas ocorreram, aproximadamente, 200, 150 e 100 atendimentos, respectivamente.
“Achei excelente a iniciativa do governo de descentralizar a perícia médica. É um indício de mudança, no que diz respeito à valorização do servidor, que nos estimula a continuar desempenhando um trabalho de qualidade ao Estado”, comentou o servidor Carlos Alberto Silva Moura, que mora em Caxias e também utilizou, há pouco tempo, o serviço da perícia.      
Atendida neste semestre, em Bacabal, Ana Lourdes Martins Conceição também elogia a ação governamental de descentralizar o oferecimento do serviço. “Está sendo muito bom para o servidor do interior do estado, que, muitas das vezes, não tem condições financeiras de bancar as viagens para São Luís. O governador Flávio Dino está de parabéns pela iniciativa”.
“Com a admissão de novos médicos, nosso trabalho se tornou mais célere. E a extensão do serviço proporcionou comodidade aos servidores do interior do estado, que não precisam mais se deslocar de forma onerosa e, até, penosa, para receber atendimento. A descentralização diminuiu, ainda, o número de processos parados aguardando por solução, como alguns que esperavam desde 2008 e 2009”, observou a superintendente da Perícia, Áurea Murad.   
De acordo com a secretária de Estado da Gestão e Previdência, Lilian Guimarães, a descentralização do serviço de perícia médica é mais uma das ações desenvolvida com o objetivo de valorizar os servidores públicos. “A descentralização dos serviços é uma determinação expressa do governador Flávio Dino, que quer o servidor estadual valorizado”, destacou.

Nenhum comentário: