sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Candidatos a gestores escolares já podem iniciar a campanha eleitorais nas escolas


Faltam treze dias para a tão esperada eleição de gestores. Desde os primeiros meses do atual governo, foi instalado um processo seletivo democrático, com o envolvimento da sociedade civil organizada nos debates, com encontros Formativos e ações junto às Unidades Regionais de Educação (URE), para fortalecer o envolvimento de todos e despertar a comunidade escolar para a importância destas eleições. 
A escolha do gestor (a) escolar será no próximo dia 10 de dezembro, em 450 colégios estaduais e vai contar com a participação da comunidade escolar (professores, funcionários, estudantes e pais), que já foram credenciados.
Depois de cumprir mais de 90% das etapas do cronograma de eleição, o processo eleitoral caminha para momentos finais e decisivos. E como, toda eleição democrática passa por um processo de campanha, onde os candidatos vão expor suas ideias e propostas ao eleitorado, a fim de conquistar confiança e votos, na eleição de gestores não será diferente. 
Agora que já foi divulgado o resultado das provas e efetivados os registros de candidaturas pelas Comissões Eleitorais e Comitê de Execução do processo seletivo, os candidatos já podem iniciar suas campanhas eleitorais nas escolas, desde quarta-feira (25).
Como nas eleições para escolha de prefeitos, governadores e presidentes, a propaganda nas eleições de gestores escolares, também, seguem regras: os candidatos deverão ter oportunidades iguais de expor suas propostas junto aos eleitores; fica proibida a propaganda que, implicar em promessa ou vantagem de qualquer natureza, que promover perturbação do sossego ao público, e ainda que praticar ações tendentes a influenciar, coagir ou vedar a vontade do eleitor, caluniar, difamar ou injuriar qualquer pessoa envolvida no processo eleitoral, e ainda, os candidatos não podem utilizar recursos, material de consumo escolar.
A fiscalização da campanha e propaganda é de responsabilidade das Comissões Eleitorais e do Comitê de Execução do processo seletivo, cabendo a estes executar a suspensão imediata do candidato que promover a propaganda ilegal.“Estamos vivenciando um momento histórico na educação do Maranhão e para consolidar esse processo é necessário, além de uma ampla participação da comunidade escolar, que todos os critérios legais sejam observados e colocados em prática. O Governador Flávio Dino compreende que a gestão escolar democrática é aquela que rompe com as práticas individualistas e leva a produzir melhores resultados de aprendizagem dos estudantes. Este exemplo que queremos dar”, destacou a secretária de Estado da Educação Áurea Prazeres. 
“O processo de gestão democrática representa para todos nós educadores a liberdade de expressão, de pensamento, de criação e de possibilidade de diálogo entre toda a comunidade escolar”, enfatizou a professora Francisca Lima, Coordenadora do processo seletivo.

Nenhum comentário: