quinta-feira, 9 de agosto de 2018

GRUPO SARNEY/MURAD SOFRE COM “SÍNDROME DE ABSTINÊNCIA DE PRIVILÉGIOS”, DIZ FLÁVIO DINO

O governador Flávio Dino voltou a usar as redes sociais nesta manhã de quinta-feira (9) para tranquilizar seus eleitores e reiterar que não está inelegível, muito menos o seu vice Carlos Brandão.
“Reiterando: não estou inelegível. O vice-governador Brandão também não está inelegível. O resto é velha prática do grupo Sarney/Murad. Estão com síndrome de abstinência de privilégios”, postou o governador.
A farsa contra o governador, explorada a exaustão pelos aliados da oligarquia Sarney na blogosfera na tentativa de colocar em dúvida o eleitorado quanto a elegibilidade, no entanto, não se sustenta, é muito frágil e feita aos moldes Sarney/Murad.
Na verdade, a oligarquia sente falta da fartura dos recursos público e usa seus tentáculos, como ocorreu com a juíza eleitoral de Coroatá que apagou do Facebook a mensagem em que dizia se sentir em casa na TV Mirante, para levar a disputa para o tapetão.
Sem voto e sem a menor chance de voltar ao poder pelo voto, as famílias Sarney/Murad, que levaram ao Maranhão ao fundo do poço, quer voltar passando por cima da vontade do povo, mas não vão conseguir.
Segundo Dino a aberração da juíza de Coroatá, “amiga da Mirante” não existe . “Absolutamente improcedente qualquer versão sobre minha suposta inelegibilidade, especulada há semanas pelo grupo Sarney/Murad. Estes, para voltarem aos seus privilégios, terão que vencer nas urnas. O resto é factoide e desespero”, disparou o governador.

Nenhum comentário: