OBRAS MAIS ASFALTO

OBRAS MAIS ASFALTO

domingo, 16 de abril de 2017

Com fragilidades na acusação, oposição começa a inventar delatores

As contradições na delação de José de Carvalho Filho começaram a aparecer, fragilizando a acusação que fez para reduzir sua pena. Com isso, a oposição maranhense partiu pra criação de novos “delatores”.
Ontem, colocou na lista o que seria a citação de Hilberto Mascarenhas Silva. Na verdade, Mascarenhas é o gestor da base de dados da Odebrecht que controlava toda a planilha de gastos da empresa. Seu nome aparece na decisão judicial apenas por esse fato, colocado expressamente que entrou “por consequência” de operar o sistema. Mas em toda sua delação, em que cita governadores e candidatos à Presidência da República, Mascarenhas não cita o governador Flávio Dino. O que aumenta as dúvidas sobre a possibilidade do pagamento citado por Carvalho ter ocorrido. Mais ainda, quando questionado pelo Ministério Público se conhecia alguém do PCdoB, Mascarenhas é claro: “Nada”.
Hoje, em postagem de blog da oposição aparece quem seria um terceiro delator, João Pacífico. Outro tiro n’água. Pacífico, segundo as investigações do Ministério Público, seria o responsável da Odebrecht pelo pagamento de propinas a políticos do Nordeste.
Em sua delação, Carvalho afirma que o suposto pagamento a Flávio Dino teria sido determinado por João Pacífico. Mas também este não citou o governador em sua delação. Ou seja, em vez de fortalecer, a profusão de “novos delatores” da oposição tem enfraquecido ainda mais a denúncia. Se o pagamento realmente tivesse ocorrido, o governador não deveria ter sido citado por outros delatores?
Do Marrapá

Nenhum comentário: