OBRAS MAIS ASFALTO

OBRAS MAIS ASFALTO

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Milhares de estudantes voltaram às aulas nas escolas estaduais, nesta segunda


Estudantes do U.I. Barbosa de Godóis participam de aula inaugural no retorno às aulas. Foto: Divulgação
Milhares de estudantes da Rede Estadual de Ensino retornaram às salas de aulas das escolas estaduais nas 19 Unidades Regionais da Educação (UREs), nesta quarta-feira (1º), para cumprir um calendário escolar de 200 dias letivos, com previsão de encerramento no dia 22 de dezembro.
“É muito bom quando a gente inicia o ano letivo com um calendário escolar já previamente definido, com data certa para começar e terminar. Isso é bom para alunos, professores e para a escola como um todo. O governo Flávio Dino tem sido muito feliz, também neste aspecto”, disse o professor Carlos Henrique Sousa Silva, gestor do C.E. Estado do Rio Grande do Norte.
Dentre os estudantes do C.E. Estado do Rio Grande do Norte, no bairro Radional, o clima de volta as aulas era de expectativa e entusiasmo. Jonas Alves dos Santos, 15 anos, aluno do 1º ano da referida escola, começou o ano letivo com a missão de melhorar o desempenho escolar. “Eu quero melhorar as minhas notas que no ano passado deixei a desejar. Agora que estou no Ensino Médio tenho que focar no conteúdo do Enem, porque quero fazer faculdade de Nutrição”, disse Jonas.
Na Unidade Integrada Barbosa de Godóis, no bairro Monte Castelo, o primeiro dia de aula foi de sala cheia. Os alunos participaram de aula inaugural onde professores transmitiram mensagens, apresentaram as regras e normas da escola, assim como direitos e deveres dos alunos, fizeram dinâmicas em grupos. Foi um momento de boas vindas, para começar o ano imbuídos do sentimento de integração e acolhimento. “Esta boa vinda é importante para que os alunos sintam-se acolhidos e percebam que são importantes para a escola. E a expectativa é para um ano de muito aprendizado”, disse a professora Venina Frazão, gestora geral da escola.
“A gente espera fazer um grande trabalho com os nossos alunos, como sempre foi, visando o desenvolvimento deles, porque esse é o maior retorno para o professor”, disse Maria de Jesus Fonseca, professora de História.
Para os estudantes, depois do reencontro com os amigos e de conhecerem novos colegas, a hora é de focar no aprendizado. “Eu cheguei muito ansiosa e muito feliz em reencontrar os amigos e professores. E quando a gente chega aqui, a ficha cai, a gente vê que é uma nova fase e a responsabilidade aumenta, afinal é o Ensino Médio”, destacou Jhene Frazão, aluna do 1º ano.
“A gente vem com muita expectativa, pois é o começo de um novo momento na nossa vida. A gente sai do Ensino Fundamental e vem pro Médio. E eu quero aproveitar e aprender muito”, disse Lucas Martins, também do 1º ano da U.I. Barbosa de Godóis.

No Centro de Ensino Sagarana II as aulas começaram em clima de expectativa. Foto: Divulgação
A comunidade escolar do Sagarana II, na Alemanha, voltou às aulas cheia de entusiasmo e focada em resultados. A escola que agora funciona somente como Centro de Ensino Médio, de acordo com a gestora Cleude Maria Carvalho, tem a missão de ser transformada em referência em educação. “A volta às aulas é como se fosse um ano novo para nós, e a gente deseja que seja um ano letivo muito feliz e produtivo. Estamos iniciando o ano com a tarefa de fazer da nossa escola, uma unidade de referência em educação. E vamos trabalhar unidos para que isso aconteça”, pontuou Cleude Maria Carvalho, gestora do C.E. Sagarana II.
“A minha vontade é de estudar não só para passar de ano, mas, para me preparar para um futuro melhor”, disse Josiele Cunha Serra, aluna do 1º ano do Sagarana.
U.I. Japiaçu
Na Unidade Integrada Japiaçu, no Anjo da Guarda, a procura por vagas foi maior que a expectativa. Ainda nesta quarta-feira (01), pais procuravam por vagas na escola para os filhos. Para atender a demanda, o secretario Felipe Camarão autorizou a abertura a abertura de uma turma de 5º ano e outra do 6º ano, com 35 vagas cada uma, e de imediato os pais realizaram a matrícula de seus filhos.
“O Governo do Maranhão assumiu o compromisso de garantir o acesso democrático à educação, que é direito de todo cidadão como preconiza nossa constituição. Onde houver demanda por vagas o Seduc vai criar condições para que a comunidade seja atendida. Temos um diálogo permanente com as Secretarias Municipais de Educação para juntas garantirmos acesso de todos os estudantes que buscarem matrícula na escola pública”, destacou o secretário.
A U.I. Japiaçu é uma das escolas da rede estadual em que estão sendo transferidas, gradativamente, as matrículas do Ensino Fundamental à rede municipal, conforme estabelece a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB).
Calendário
A maioria das escolas da Rede Estadual iniciaram suas atividades nesta quarta-feira (01). Outras unidades de ensino, que passam por reforma e manutenção, iniciarão até o mês de março e terão o calendário escolar diferenciado, sem prejuízos no cumprimento dos 200 dias letivos. Nos 11 Centros de Educação Integral as aulas estão previstas para iniciar também em março.
Avanços na Infraestrutura escolar
Desde 2015, o Governo do Estado iniciou um grande cronograma de recuperação da estrutura física da rede escolar. No total, 363 escolas já passaram por obras de manutenção, reforma ou reconstrução, nas 19 Unidades Regionais de Educação (URE’s).
Este ano, já foi iniciada uma nova fase de recuperação dos prédios em 211 escolas, que beneficiarão mais de 110 mil alunos, em 147 municípios. “Tanto quanto um espaço de aprendizagem, a escola precisa ser um espaço de cidadania. E uma das formas para que isso ocorra é oferecer condições básicas para que estudantes e professores sintam-se livres e confortáveis para desenvolver suas atividades. E o governador Flávio Dino é bem claro nisso. Uma estrutura escolar é um dos pilares para desenvolvermos a educação que precisamos e queremos”, destacou o secretário Felipe Camarão.

Nenhum comentário: