MARANHÃO EM OBRAS

MARANHÃO EM OBRAS

sábado, 21 de janeiro de 2017

Programa Bolsa Escola beneficia cerca de 120 mil crianças na Baixada Maranhense

“O programa está sendo muito bom”, falou a lavradora Antonia Oliveira, beneficiária do Bolsa Escola em Pinheiro, um dos 21 municípios da Baixada Maranhense, para onde o Governo do Maranhão destinou R$ 5,9 milhões, em benefício de cerca de 120 mil crianças atendidas pelo programa de transferência de renda para a compra de material escolar. Pinheiro é a cidade com maior número de beneficiários da Baixada, com mais de 13 mil alunos da rede pública atendidos, através de investimentos de quase R$ 700 mil. O programa estadual está garantindo dignidade aos estudantes de famílias carentes, além disso, como a compra do material escolar é feita em estabelecimentos locais, a economia é aquecida.
A pescadora Maria de Jesus dos Santos, que também mora em Pinheiro, é só elogios para o programa. “Consigo comprar todo o material escolar da minha filha. Antes eu tinha que tirar do meu bolso para comprar as coisas dela, e agora já tem essa facilidade de comprar tudo no cartão. Ficou melhor para a gente”, informou Maria de Jesus, que recebe o benefício pela filha Evelin Mariane Sousa, de 9 anos. Para a pescadora, o reajuste de 12,5% no valor do Bolsa Escola veio em boa hora, elevando o benefício para R$ 51 para as compras deste ano letivo. “Gostei bastante do reajuste, deu para comprar mais coisas para minha filha esse ano”, declarou.
Com a grande quantia de beneficiários do Bolsa Escola em Pinheiro, a rede de estabelecimentos credenciada ao programa comemora o aquecimento das vendas. Francisco Carlos Cavalcante Abreu, proprietário da Livraria e Papelaria Brasil Escolar, é um deles. “A gente está vendendo bastante pelo Bolsa Escola, estamos bastante satisfeitos com o programa. Como esse ano o crédito saiu mais cedo, a gente pode dizer que a melhoria na venda é alta, de 50%”, falou o comerciante. Segundo Francisco Carlos, o aumento no valor do benefício foi bem recebido pela clientela. “Eles são muito satisfeitos com o programa e com o reajuste também, o aumento do valor sempre é satisfatório”, comentou.
Outros municípios
Em Viana, a segunda cidade da região em número de beneficiários, com mais de 10 mil crianças atendidas, por meio de investimentos de mais de R$ 500 mil, a economia local foi aquecida. “Nesses primeiros dias de venda já houve melhora, um aumento de 10%”, disse Firmino Lopes Cutrim, proprietário do Arte Vendas Distribuidora, que no ano passado registrou crescimento de 30% na comercialização de material escolar. O terceiro município da Baixada Maranhense em quantidade de crianças atendidas pelo programa é Monção, com mais de 8 mil beneficiários e investimentos que superam a marca dos R$ 400 mil. Para Mailson Muniz da Silva, dono da Papelaria Ágape, o aumento das vendas, somente no ano passado, foi de 50%.
“Esse ano, a nossa expectativa é para superar os 50% de aumento nas vendas registradas no ano passado”, falou o comerciante, que viu no reajuste do benefício uma oportunidade para continuar lucrando, apesar da concorrência acirrada, com aumento de estabelecimentos habilitados para a venda pelo Bolsa Escola este ano. “Teve um reajuste e o beneficiário está gostando bastante, porque o poder de compra aumentou, passou de 46 para 51. Vejo nesse programa um marco para a educação do Maranhão daqui para frente”, elogiou Mailson.
Baixada Maranhense
Além de Pinheiro, Viana e Monção, fazem parte da região da Baixada Maranhense os municípios de Anajatuba, Arari, Bela Vista do Maranhão, Cajari, Conceição do Lago-Açu, Igarapé do Meio, Matinha, Olinda Nova do Maranhão, Palmeirândia, Pedro do Rosário, Penalva, Peri Mirim, Presidente Sarney, Santa Helena, São Bento, São João Batista, São Vicente Ferrer e Vitória do Mearim.
Folha de SJB
Termo de uso
Política de moderação de comentários: O autor Jailson Mendes mantém a qualidade, atualidade e autenticidade das informações por ele apresentadas no presente blog, mas não se responsabiliza por informações/opiniões de terceiros. Ao comentar neste blog, você assume toda a responsabilidade pelo conteúdo postado. O autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós..

Nenhum comentário: