MARANHÃO EM OBRAS

MARANHÃO EM OBRAS

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Mais de 2 toneladas de maconha são apreendidas em aldeia

Por Nelson Melo
Como resultado de uma operação deflagrada na manhã desta quarta-feira (11), no município maranhense de Jenipapo dos Vieiras, aproximadamente 2.300kg de maconha, o que representa quase duas toneladas e meia, foram apreendidos pelas polícias Civil e Militar. As ações se concentraram em uma aldeia indígena, e culminou, também, na prisão de sete suspeitos, entre eles o cacique.
Caminhões foram utilizados para transportar a droga à delegacia. (Foto: Divulgação)
Conforme explicado pelo delegado regional de Barra do Corda, Renilto Ferreira, a operação foi deflagrada após quatro meses de investigações na Aldeia Felipe Boner, às margens da BR-226, cujo cacique se chama Darlan Guajajara de Sousa, de 36 anos. A Polícia Civil, no decorrer dos levantamentos, representou perante o Poder Judiciário por mandados de busca e apreensão na referida aldeia indígena, por conta da existência de uma organização criminosa.
Maconha foi encontrada em sacos de estopa na aldeia indígena. (Foto: Divulgação)
Desse modo, de acordo com o delegado, os investigadores e policiais militares seguiram ao local e fizeram as diligências, incluindo a residência do cacique, apontado como o principal suspeito de liderar uma quadrilha especializada em tráfico de entorpecentes, receptação de veículos e corrupção de menores. Ele, aliás, é deficiente físico, pois teria perdido uma das pernas em um acidente e, por este motivo, se locomove com o auxílio de muleta.
Além de Darlan, também foram capturados Jacilene Guajajara de Sousa, 43; Licinha Carvalho Guajajara de Sousa; Laide Carvalho Guajajara de Sousa; Erivan de Sousa Carvalho Guajajara, 26; Ezequiel Carlos Atanazio Guajajara, 34, e Elizaldo de Sousa Carvalho Guajajara, 39. Na aldeia, as equipes recolheram quase duas toneladas e meia de maconha, que estavam em sacos de estopa; três veículos, dentre eles uma SW4, pertencente ao cacique; cinco armas de fogo; duas prensas artesanais para embalar a droga; balanças de precisão e outros objetos utilizados na confecção das substâncias.
Cacique é apontado como chefe da quadrilha que atuava na região. (Foto: Divulgação)
Os policiais civis da Regional de Barra do Corda estiveram nas diligências juntamente com militares do Serviço de Inteligência e o Grupo de Operações Especiais (GOE). Esta apreensão de maconha, convém ressaltar, já é considerada uma das maiores em todo o Estado.

Nenhum comentário: