ANTES NÃO TINHA

ANTES NÃO TINHA

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Impostos: governador Flávio Dino “fuzila” mafiosos e ladrões do dinheiro público nas redes sociais


“Se esses fariseus querem ajudar mesmo, poderiam começar devolvendo o dinheiro público que suas máfias e oligarquias desviaram”, disparou o governador Flávio Dino ao comentar no twitter as reações ao realinhamento do Imposto de Circulação de Mercadorias e Serviços, que elevou em 1 % as alíquotas do álcool e da gasolina.

O governador está correto. Roubaram demais, durante quase 50 anos e por pouco não inviabilizaram o Maranhão. Em outra reação, Flávio Dino afirma que os que gritam contra os impostos são os mesmos que apoiam o corte duro de direitos previdenciários e das politicas sociais. 

No enfrentamento das máfias e corruptos, Flávio Dino disse que “Se não tivessem roubado tanto no passado, hoje não teríamos que investir tanto para recuperar o Maranhão do caos social que herdamos”. Caos social cuja origem o governador identifica ao afirmar que os que gritam contra os impostos são os mesmos que se empenharam em desviar dinheiro público em máfias e falcatruas. Para o governador, maldade é ser irresponsável e destruir a capacidade de investimento do Estado, aniquilando a única saída possível para a crise.

O governador ainda critica os que entendem que a saída da crise é fechar hospitais, cortar direitos, parar obras públicas. “Isso aprofunda a recessão e o desemprego”, acrescentou. Flávio Dino mostrou que desde o ano passado seu governo cortou gastos que chegaram a R$ 300 milhões. “Temos uma gestão responsável, transparente com dinheiro público. Hoje são obras públicas, novos serviços (hospitais, escolas) pagamento em dia dos servidores que mantém a economia girando”, afirmou.

O governador referiu-se à crise econômica do país. Ele disse que “Vivemos uma crise no Brasil que atinge todos os estados. No Maranhão, pensamos que a melhor saída é ampliar direitos e investimentos públicos”.
Por JM Cunha Santos

Nenhum comentário: