MARANHÃO EM OBRAS

MARANHÃO EM OBRAS

terça-feira, 15 de novembro de 2016

APÓS TESTES WHATSAPP LIBERA CHAMADAS POR VÍDEO PARA TODOS OS USUÁRIOS



Após 20 dias testando o recurso, o WhatsApp anunciou nesta terça-feira (15) que vai liberar o recurso de chamadas por vídeo para todos os seus usuários.
“Dentro dos próximos dias, mais de um bilhão de usuários do WhatsApp poderão fazer chamadas de vídeo nas plataformas Android, iPhone e Windows Phone”, relatou a empresa em seu blog. Ao que indica, portanto, é que a ferramenta será liberada gradativamente aos usuários.
Para fazer as chamadas com vídeo, basta entrar na aba chamadas, ir em contatos (menu com o símbolo de um telefone e um +, no canto superior direito), selecionar o amigo com quem deseja conversar e apertar o ícone em formato de uma filmadora.
REPRODUÇÃO
Antes de iniciar as chamadas de vídeo, é preciso autorizar que o app use o microfone e a câmera do celular.
Durante a própria chamada de videoconferência, é possível alternar entre a para as câmeras frontal e traseira, silenciar a chamada ou pressione o botão vermelho para desligar.
O recurso só funciona caso o contato também tenha instalado a nova versão do WhatsApp. Caso contrário, o usuário receberá a seguinte mensagem: “Chamada não completada. Não foi possível realizar a chamada. Fulano precisa atualizar o WhatsApp para receber chamadas de vídeo.”
Apesar de ter anunciado o novo recurso, o WhatsApp informa que a novidade só chegará a todos os usuários “dentro dos próximos dias”. Ainda na segunda, a Google Play recebeu uma nova atualização do app. A App Store e a Microsoft Store, no entanto, ainda não haviam recebido uma nova versão do serviço até a publicação deste texto.
Durante os testes do UOL Tecnologia, as videochamadas se mostraram bastante instáveis. Na maioria das vezes, foi possível completar a chamada, mas a imagem acabava ficando congelada por problemas de conexão. Sem contar a falta de sincronia entre o que é dito e o que é ouvido em uma ligação–, comum em chamadas pela internet.
Outro fator importante a se considerar é que o usuário deve ter em conta é que a videochamada consome dados do plano de internet móvel.
“Nosso objetivo é de que este recurso esteja disponível indiscriminadamente para todos, e não somente para aquelas pessoas que podem comprar aparelhos mais caros ou que residam em um país com excelente serviço de cobertura de telefonia celular”, destacou o WhatsApp, possivelmente ao fazer uma referência ao FaceTime (Apple). Mas, vale lembrar, que o Skype já é um app gratuito disponível a todos os sistemas operacionais que também oferece o mesmo recurso. (Folha de SP)

Nenhum comentário: