quinta-feira, 2 de junho de 2016

Procon Mirim leva noções de combate ao superendividamento para alunos de escolas públicas

Atividade do Procon Mirim na Unidade Integrada Estado da Amazonas. Foto: Divulgação
Atividade do Procon Mirim na Unidade Integrada Estado da Amazonas. Foto: Divulgação
Mais de mil crianças estão sendo contempladas pelo projeto Procon Mirim. Em nova etapa, a equipe do Instituto de Proteção e Defesa do Consumidor do Maranhão (Procon/MA) levou, para mais 7 escolas da rede pública, palestras divertidas sobre educação para consumo. Entre segunda (30) e quinta-feira (02), as crianças aprenderam mais sobre o tema do superendividamento.
Para aproximar assuntos complexos das crianças, a equipe do Procon/MA leva desenhos, teatros e exemplos para as escolas. Com uma linguagem simples, os estudantes são alertados sobre os perigos de exigir demais do orçamento da família e sobre os abusos de que podem ser vítimas por meio da publicidade infantil.
Desde 2015, o Procon Mirim leva a estudantes de escolas públicas noções sobre consumo consciente e sobre o Código de Direito do Consumidor. Segundo o presidente do Procon/MA, Duarte Júnior, a educação para o consumo, desde a escola, colabora com a formação de cidadãos conscientes. “Acreditamos que é possível mudar a realidade em que vivemos através das crianças, por meio da educação, garantindo uma rede de abrangência muito maior que a sala de aula”, afirmou.
O Procon Mirim levou informações até para os mais velhos. A professora Cândida Nascimento, da U.I. Força Aérea Brasileira, afirmou que já conhecia a ação, mas também aprendeu coisas novas. “Acho que é muito válido para crianças, mesmo que na faixa etária deles, de 10 e 11 anos, tenham um aprendizados sobre relações de consumo e direito do consumidor. Já estamos esperando as próximas visitas!”, disse.
Este mês, o Procon Mirim esteve nas escolas Força Aérea Brasileira (São Cristóvão), Josué Montello (Sacavém), CAIC, Maria Firmina dos Reis (Cohama), Japiaçu (Anjo da Guarda), Estado do Rio Grande do Norte (Radional) e Estado do Amazonas (Bairro de Fátima).

Nenhum comentário: