OBRAS MAIS ASFALTO

OBRAS MAIS ASFALTO

sexta-feira, 6 de maio de 2016

Alunos do ‘Cidadão do Mundo’ visitam governador antes de embarcar para intercâmbio internacional



Pela primeira vez na história, o Governo irá proporcionar intercambio internacional a jovens maranhenses, por meio do programa ‘Cidadão do Mundo’. Os primeiros 23 alunos que embarcarão nesse projeto pioneiro visitaram o governador Flávio Dino, no Palácio dos Leões, na tarde desta quinta-feira (5), para receber o certificado do Curso de Imersão e receber os parabéns antes da viagem para o exterior, que se inicia neste sábado (7).

O governador Flávio Dino felicitou os alunos e disse que o desenvolvimento verdadeiro do Maranhão só é possível acreditando e investindo nas pessoas, e o ‘Cidadão do Mundo’ é um exemplo de oportunidade para todos. “Muitas vezes isso não é valorizado porque eu costumo dizer sempre que ninguém inaugura gente, ninguém vai colocar uma placa em vocês depois inaugurar. Aí muita gente pensa só em obra. A gente quer, na verdade, que o Maranhão progrida, que seja um estado justo. E para ser justo ele tem que buscar combater aquele pecado fundamental de qualquer sociedade humana que é a desigualdade”, destacou.


De acordo com Flávio Dino, a iniciativa foi concebida a partir de um conjunto de programas de múltiplos objetivos que visam beneficiar os alunos, incentivar outros estudantes e oportunizar a formação de líderes de processos de transformação nas unidades educacionais e comunidades. “Se vocês estão aqui, confiam em vocês em primeiro lugar, mas confiam no Governo porque é um programa sério e a gente quer que dê certo. E é muito importante que dê certo. E para dar certo precisa que vocês gostem. Porque vocês são os primeiros, os pioneiros. A gente fica feliz de possibilitar esse acesso mais amplo mediante uma política pública”, enfatizou o governador.

O Programa ‘Cidadão do Mundo’ tem como objetivo capacitar alunos na faixa etária entre 18 e 24 anos, para que eles possam alcançar domínio funcional das línguas inglesa, francesa e espanhola. Nesta primeira etapa, foram certificados 23 alunos, de um total de 100 que serão beneficiados, que participaram do Curso de Imersão em línguas, dos quais 17 irão para a cidade de Buenos Aires, na Argentina, e seis para Montpellier, na França, a partir do próximo sábado (7).

O secretário da Ciência, Tecnologia e Inovação, Jhonatan Almada, realçou que o Governo do Maranhão dá um recado firme de que acredita na juventude e investe na educação, na contramão da crise econômica e política pela qual o Brasil atravessa. “Isso é prova de que, ainda que exista uma crise de confiança, existem instituições e políticos sérios no Brasil e esses alunos participando deste programa são a demonstração concreta de que o Estado do Maranhão tem uma liderança política séria, correta, honesta e que aplica o recurso público naquilo que deve ser aplicado”, reiterou.

Almada explicou que os 23 alunos que viajarão a partir do próximo sábado terão total apoio por parte do Governo, com seguro-saúde e uma bolsa no valor de R$ 4.500 para custeio. “O Governo também vai estar junto acompanhando permanentemente cada filho, cada filha de vocês que vão estar no exterior, para que eles se sintam não só acompanhados, mas seguros, e vocês, também, de que eles estão bem cuidados e acompanhados. Isso é um compromisso nosso, é um compromisso do Governo”, garantiu aos pais dos beneficiários o secretário.

Alunos agradecem oportunidade

Bruno Saldanha, de 19 anos, conheceu o programa através de amigos e fez a inscrição pela internet. Morador de Bacabal, ele disse que jamais pensou que fosse ser selecionado para estudar fora do país. Para fazer o Curso de Imersão, o aluno foi morar com a tia em São Luís durante três meses, tudo para realizar o sonho de estudar outra língua em um país diferente.


“Nunca imaginei participar, primeiro porque eu moro no interior. Mas quando surgiu a oportunidade me candidatei, e, agora, depois de todo processo, estou indo para Buenos Aires estudar espanhol. Isso vai me acrescentar vários valores, até porque vou conhecer pessoas e culturas diferentes. Além disso, vou aprender uma língua a mais que vai surtir efeito para o currículo”, frisou Bruno, que viaja para a capital argentina no próximo sábado e fica até o dia 30 de julho.

Quem também vai ter a oportunidade de estudar fora do país é Mirele Borges, de 20 anos. Aluna do 1º período de Farmácia na UFMA, ela disse que essa é uma chance única para os jovens. “Vou apresentar a cultura do Maranhão em outro país e isso vai ser de grande importância para a visibilidade do nosso Estado. Principalmente para outras pessoas que queiram vir conhecer”, completou Mirele.





Nenhum comentário: