OBRAS MAIS ASFALTO

OBRAS MAIS ASFALTO

sábado, 23 de janeiro de 2016

Vigilância Sanitária Estadual e PF apreendem medicamentos falsificados em Caxias



Fiscais da Superintendência Estadual de Vigilância Sanitária (Suvisa), Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e Policia Federal (PF), realizaram uma ação conjunta nesta sexta-feira (22), para apreensão do lote falsificado do medicamento Succinato de Sódio de Clorofenicol-1G, que estava sendo utilizado na Clínica Centro Médico, no município de Caxias.

Após a Anvisa receber a denúncia, a Vigilância Sanitária instaurou a investigação. Além dos medicamentos apreendidos, a Clínica teve o centro cirúrgico interditado, por não possui alvará de funcionamento.

Os fiscais também se deslocaram até a capital do Piauí, Teresina, para verificar um possível centro de distribuição do mesmo medicamento, mais nada foi encontrado.

Da falsificação

Após investigações, foi descoberto que a falsificação do medicamento teria sido feita por uma pessoa que encontrou os medicamentos descartados no lixo, adulterando o rótulo e a validade. Em seguida, vendeu para a clínica, que como não estava licenciada, comprava os remédios de forma irregular.
De acordo com o superintendente Estadual da Vigilância Sanitária, Marcelo Rosa, ações como essas visam proteger a saúde da população. “Precisamos combater fortemente as falsificações de medicamentos e demais irregularidades que colocam em risco várias vidas. Só assimvamos proteger de forma efetiva a saúde da população maranhense”, destacou Marcelo Rosa.

Das providências

Sobre as providências tomadas, o superintendente da Suvisainformou que o suspeito da falsificação foi preso pela Polícia Federal. “Nossa maior missão é proteger a população, que não tem culpa de nada. O suspeitofoi preso e a clínica recebeu interdição parcial, pelo fato de estar com pacientes em internação”, destacou Marcelo Rosa.

Os medicamentos serão encaminhados para o laboratório de análise de medicamentos (INCQS), para a efetiva comprovação da falsificação. Também será encaminhado um relatório da ação para a Polícia Federal,para compor o inquérito policial.

Posicionamento

A Nova Farma, indústria farmacêutica responsável pela fabricação do medicamento, lançou uma nota informando que o número do lote encontrado pelos fiscais está em total desconformidade ao lote original. 


Nenhum comentário: