segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Exposição ‘Maranhão – Terra das Águas’ é destaque na Câmara dos Deputados em Brasília

Cachoeira de Pedra Caída, na Chapada das Mesas, é uma das 48 fotos que ilustram a exposição

As belezas do Maranhão e um pouco do dia a dia do maranhense serão retratados na exposição fotográfica ‘Maranhão - Terra das águas’, a partir de quarta-feira (2), na Câmara dos Deputados, em Brasília. A ação é promovida pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Turismo (Setur), e acontece paralelamente ao 2º Fórum Parlamentar da Pesca e Aquicultura da América Latina e Caribe.

O foco da exposição é mostrar, para as centenas de pessoas que passam diariamente pelo corredor de acesso ao Plenário Ulysses Guimarães, que além das incontáveis belezas naturais e da exuberância de rios e marés, o Maranhão também é rico em pessoas, pessoas que apesar da vida simples, se orgulham em tirar o sustento de suas famílias desta terra que acolhe e encanta pessoas do mundo todo.

“As 48 fotos da exposição ‘Maranhão, terra das águas’, vão preencher os 50 metros de extensão, totalizando 100m de plotagem, do corredor, do viver maranhense, da vida dura e gratificante de quem sobrevive da pesca, das delícias gastronômicas que são encontradas apenas aqui, do artesanato típico da região e principalmente, da exuberância de rios e nascentes, e das variações de nossas marés, que aliadas ao segundo maior litoral do Brasil, fazem do Maranhão a verdadeira terra das águas”, informou a secretária de Turismo do Maranhão, Delma Andrade.

A exposição tem como tema principal as águas do Maranhão com uma abordagem ampla, considerando aspectos como a prática da pesca, gastronomia, artesanato e o “ser maranhense” em geral.  Com foco geográfico nas regiões das Águas do Norte, que corresponde ao Litoral e Lençóis; Águas da Baixada e Águas do Sul, correspondendo à Chapada das Mesas, a exposição conta com fotografias de Christian Kneeper, Edgar Rocha, Geraldo Kosinski e Meireles Júnior, conhecidos por retratar com olhar diferenciado a simplicidade da beleza maranhense.

“O objetivo é chamar a atenção para a verdadeira poesia que emana das paisagens e dos maranhenses, mexendo com as expectativas e instigando o observador a querer mais, o que só será possível visitando o Maranhão”, comenta Delma Andrade.

A mostra presta uma homenagem aos maranhenses que contribuem para construção da identidade do estado, sendo pelo artesanato característico ou pela gastronomia tão elogiada pelos visitantes. Entre os momentos retratados estão, por exemplo, todo o ciclo da pesca que vai do preparo dos equipamentos utilizados até o prato na mesa das famílias; os tipos de embarcações e os diferentes tipos de pesca artesanal praticados no estado.


A exposição fica aberta ao público até o dia 18 de dezembro, inclusive aos sábados, domingos e feriados, no corredor de acesso ao Plenário Ulysses Guimarães.

Um comentário:

Silvano Lago disse...

Olá, Boa Noite

Sou assessor de marketing e estamos cadastrando alguns Jornalistas para envio de release jornalístico da Politica regional da baixada.

Solicito seu e-mail e seu contato de WhatsApp para cadastro e envio das mesmas.

Mande para: assecom_politica@hotmail.com

Obrigado!