terça-feira, 7 de julho de 2015

22 deputados já assinaram pedido de CPI para investigar gestão de Ricardo Murad na Saúde

Pedido de CPI deve ser protocolado nesta terça, e até mesmo os aliados do PT estão entre os deputados que já assinaram o requerimento
Plenário da AL: deputados em sua ampla maioria apoiam investigações na gestão Murad
Plenário da AL: deputados em sua ampla maioria apoiam investigações na gestão Murad
Os deputados Rafael Leitoa (PDT) e Fernando Furtado (PC do B) já contam com 22 assinaturas e devem encaminhar nesta terça-feira um pedido de criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito para investigar as diversas denúncias – muitas delas feitas em plenário – sobre desvios dos recursos da Saúde  na administração Ricardo Murad, durante o regime Sarney.
A CPI investigará a reforma do Hospital Carlos Macieira, o hospital “fantasma”de Rosário, o Programa Saúde é Vida e o uso das aeronaves contratadas pela Saúde durante a campanha eleitoral passada.
Além das 22 assinaturas (veja abaixo) ainda é dado como certo o aval do deputado Eduardo Braide (PMN), o que elevará para 23 o número de deputados favoráveis a uma profunda investigação sobre os casos denunciados.
São necessárias 14 assinaturas para que a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa instale a Comissão Parlamentar de Inquérito.
 se a defesa dos Murad for acusar o pedido de CPI como parte de perseguição política, é bom que observe que dentre os 22 deputados que já assinaram o requerimento da CPI, está o deputado Zé Inácio (PT), que é parte do grupo do PT que se aliou e sempre defendeu o grupo Sarney.
Confira quem já assinou
Rafael Leitoa (PDT),
Fernando Furtado (PC do B)
Fábio Braga (PT do B)
Fábio Macedo (PDT)
Edson Araújo (PSL)
Ana do Gás (PRB)
Ricardo Rios (PEN)
Raimundo Cutrim (PC do B)
Valéria Macedo (PDT)
Paulo Neto (PSDC)
Levi Pontes (SD)
Júnior Verde ( (PRB)
Cabo Campos (PP)
Edivaldo Holanda (PTC)
Othelino Neto (PC doB)
Francisca Primo (PT)
Marco Aurélio (PC do B)
Glaubert Cutrim (PRB)
Sérgio Frota (PSDB)
Zé Inácio (PT)
Rogério Cafeteira (PSC)
Humberto Coutinho (PDT),

Nenhum comentário: