OBRAS MAIS ASFALTO

OBRAS MAIS ASFALTO

terça-feira, 9 de setembro de 2014

Deputado acusa presidente do Tribunal de Contas de chantagear prefeitos em troca de votos

JM Cunha Santos


 
Num discurso fulminante, na Assembléia Legislativa, o deputado Camilo Figueiredo acusou o presidente do Tribunal de Contas, Edmar Cutrim de chantagear prefeitos e presidentes de Câmaras Municipais, obrigando-os a votarem em seu filho, Glauber Cutrim.
Camilo Figueiredo orientou seu discurso por uma reportagem do Fantástico na qual aparecem o prefeito de Codó, Zito Rolim e a prefeita de Bom Jesus das Selvas comprando votos de eleitores escancaradamente na eleição passada. E denunciou que o processo contra Zito Rolim rola em Codó há dois anos e nunca foi julgado. Conforme Camilo Figueiredo, o prefeito diz que o processo nunca vai ser julgado porque assim lhe garantiu o conselheiro-presidente do Tribunal de Contas, Edmar Cutrim.  “Todas as testemunhas já foram ouvidas e todas as gravações periciadas e o processo nunca saiu da cidade de Codó. Parece que tem alguém segurando o processo para o prefeito não ser sentenciado”, afirmou.
No decorrer do discurso, o deputado Camilo Figueiredo disse, diversas vezes, que não acredita que Edmar Cutrim mande na Justiça Eleitoral. “Se houver julgamento, com certeza ele será cassado. É isso ou a Justiça autoriza todos nós que somos candidatos a comprar votos”, disparou.
O parlamentar também apresentou requerimento à Assembléia solicitando a formação de uma comissão para comparecer junto ao Corregedor Eleitoral, desembargador Guerreiro, e pedir a ele o julgamento deste e de outros processos. Em aparte, o deputado Manoel Ribeiro denunciou que o prefeito de Arari, Djalma, já foi cassado, mas está pendurado por uma liminar. Ele também seria um dos prefeitos chantageados por Edmar Cutrim.
Camilo Figueiredo citou também o nome do prefeito de Timbiras.

Nenhum comentário: