quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Candidatos apostam nas redes sociais para aproximar eleitores de suas propostas


O uso das redes sociais tem aumentado a cada dia, e sua utilização deixou de ser meramente para interação entre os usuários, ganhando uma nova perspectiva: a consulta e a divulgação de informações. Com a popularização da internet e dos dispositivos móveis, as pessoas estão mais presentes no mundo virtual, e isto explica o grande interesse no uso destas ferramentas pelos candidatos do pleito 2014.
Em um momento de grande importância para o país, onde cada cidadão é responsável por decidir os rumos dos próximos anos, as redes sociais se tornaram um importante canal de propagação de informações, por permitirem maior interação e proximidade com o eleitor. Já em 2008, o então candidato à Presidência da maior economia do mundo, Barack Obama, teve sua campanha elogiada devido o uso feito das plataformas digitais.
O próprio presidenciável atribui o êxito de sua campanha às redes sociais, que criaram no eleitor uma espécie de engajamento, conforme apontam os especialistas.O gerente de marketing digital Luis Eduardo Sousa fala que o ambiente é rico em interações e possibilidades de ações de campanhas com custos infinitamente inferiores à mídia tradicional, com a possibilidade de impactar e medir de maneira eficaz e veloz o seu alcance. Contudo, os candidatos não podem usar estes espaços de qualquer maneira, com veiculações sem critérios.
A credibilidade deve estar sempre presente e os perfis criados apenas nas vésperas das eleições, geralmente são vistos como oportunistas. “O ambiente virtual funciona como a vida fora das redes. Não é aconselhável utilizar estes canais apenas neste período. O ideal é usar tais espaços para o diálogo desde o início de seus trabalhos enquanto figura pública, dialogando com a população, ouvindo seus anseios e necessidades, e dando o feedback aos seus seguidores”, destacou.
Presente nas redes sociais desde 2011, o deputado federal e atual candidato à reeleição, Weverton Rocha, enxergou desde cedo a importância de ser ativo no ambiente virtual. Com perfil nos principais canais de rede social, ele destaca que as plataformas não servem apenas para divulgar o seu trabalho como parlamentar, mas também interagir com seus seguidores e ter um feedback sobre a sua atuação.
“Sempre fui muito envolvido com as causas voltadas para os jovens, e ser presente em um canal onde eles são a maioria é um diferencial e tanto para aproximá-los do meu trabalho. As redes sociais transformaram-se em importantes catalisadoras do interesse dos jovens para muitas questões, que antes não eram de tanto interesse, e cito o envolvimento político como uma destas”, declarou.
Ciente destas questões, Weverton conta que ele e sua equipe de comunicação procuram sempre estar antenados com as novidades, para deixar as notícias sobre o seu trabalho mais atrativas para público. Exemplo disto é o desenvolvimento de um aplicativo para celular que proporciona aos usuários um acompanhamento mais rápido ainda.
“A utilização das novas tecnologias disponíveis é indispensável para a política brasileira. Com o objetivo de estreitar a relação entre o eleitor e o candidato, valendo-se das inúmeras possibilidades que as ferramentas tecnológicas proporcionam, criamos o aplicativo Weverton1212. Por ele, os eleitores e admiradores do trabalho realizado pelo deputado poderão ter sempre à mão acesso a muitas informações do parlamentar”, destacou o desenvolvedor do aplicativo, Igor Sousa.
Ao contrário das mídias tradicionais, onde o tempo é escasso, as redes sociais possibilitam o debate de propostas, uma vez que o eleitor fica em contato mais direto com o candidato, podendo usufruir do ambiente digital para conhecer e sanar suas dúvidas. Além disto, os canais facilitam, por exemplo, a tomada de decisões daqueles eleitores que durante o período estão em um estado diferente do seu domicílio eleitoral, como é o caso da jornalista Emanuelly Lima, que há quatro anos reside em São Luís, mas vota em Teresina/PI.
“Como não estou em meu estado, se torna mais difícil para eu tomar conhecimento sobre os candidatos aos cargos de deputado, governador e senador do Piauí. A internet e, principalmente, as redes sociais facilitam muito a minha vida e de milhares de brasileiros que passam por situações parecidas”, frisou.

Nenhum comentário: