Polícia encontra rifles, espingardas e revólver em fazenda de Nenzim

Uma equipe de policiais civis de Barra do Corda, chefiada pelo delegado regional Renilton Ferreira, apreendeu, durante diligência, no dia de ontem (11), seis armas de fogo – quatro rifles e duas espingardas – na fazenda Esperança Naru (povoado Serrinha), de propriedade do ex-prefeito Manoel Mariano de Sousa, o “Nenzim” (PV), assassinado com um tiro na nuca na última quarta (6).

O filho do ex-prefeito, conhecido como “Júnior do Nenzim” ou “Vaqueiro da Barra”, foi preso na sexta (8), acusado de ser o principal suspeito do crime. Ele administrava a fazenda do pai, que descobriu que muito gado da propriedade estava sendo roubado e desconfiava do filho – motivação para o homicídio, segundo a polícia.

As armas encontradas na fazenda foram quatro rifles (calibres 22, 38 e 44) e duas espingardas (calibres 20 e 12). A polícia também diligenciou num posto de combustível da família, onde encontrou um revólver calibre 38.

Na fazenda, a polícia ainda achou e apreendeu anotações importantes sobre negociações com gado. Num dos papéis consta o nome de Manoel Mariano de Sousa Filho, o “Júnior do Nenzim”, e se refere à venda de gado no valor de aproximadamente R$ 800 mil, no último mês.

Armas e documentos passarão a fazer parte da investigação policial sobre o assassinato do ex-prefeito “Nenzim”.

De O Informante

Comentários