OBRAS MAIS ASFALTO

OBRAS MAIS ASFALTO

terça-feira, 4 de julho de 2017

Chocante: ‘Matei e gostei de matar’, admite sobrinho suspeito de assassinar psicóloga


Foto: Reprodução
A Polícia Civil já localizou e apreendeu o suspeito de matar a psicóloga Joaquina Maria Pereira de Barros, 56 anos, no último dia 25. Ela foi encontrada morta na cozinha da sua residência, no bairro Macaúba, na zona Sul de Teresina. O rapaz tem apenas 16 anos e era sobrinho da vítima. O suspeito foi apreendido na cidade de Timon, no Maranhão.
Ele já foi ouvido pela Delegacia de Homicídios. Em depoimento, o menor infrator demonstrou mágoa e frieza e revelou a Polícia Civil que cortou o pescoço da vítima para acabar com o sofrimento dela. Para o delegado, Francisco Costta, o Baretta, o investigado tem características de um psicopata e premeditou o crime.
“Ele não é louco, é um psicopata. É uma pessoa que vive normalmente no seio da sociedade, mas têm tendência a práticas criminosas. Ele pegou a vítima de surpresa, deu um mata leão… a mulher desfaleceu e ele enrolou o fio de telefone no pescoço dela, tentando estrangulá-la. A vítima acordou, ficou se debatendo…Então, ele pegou a faca, cortou o pescoço dela dizendo que era para tirar sofrimento dela”, declarou Baretta.
Segundo a polícia, o jovem já morou na casa da psicóloga e conhecia bem a residência. Joaquina Barros foi encontrada com sinais de estrangulamento provocados por um fio de telefone e uma coleira de cachorro, além de um golpe profundo no pescoço.
O corpo foi encontrado pela filha da vítima, uma criança de nove anos, por volta das 11h. Ao ver o corpo da mãe ensanguentado, a criança correu para um posto de combustível, na esquina da sua casa, e pediu por socorro a um frentista. Ele chegou a entrar em contato com a polícia, mas quando a ajuda chegou na residência, a psicóloga já estava morta.
Joaquina era psicóloga do Hospital Aerolino Abreu e proprietária de uma clínica, localizada na zona Leste de Teresina.

Nenhum comentário: