quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Governo já destinou mais de R$ 40 milhões para o desenvolvimento da Uema

Fachada do Campus da Uema em Bacabal reformado e ampliado pelo Governo do Estado. Foto: Karlos Geromy/Secom
Fachada do Campus da Uema em Bacabal reformado e ampliado pelo Governo do Estado. Foto: Karlos Geromy/Secap
Os investimentos em educação avançam em diferentes frentes no Maranhão. Além da reforma e construção de escolas de ensino básico, o Governo do Estado já aplicou, nos últimos 18 meses, mais de R$ 40 milhões em execução de obras de construção, ampliação, melhorias e a inserção de programas de governo na Universidade Estadual do Maranhão (Uema).
No início do ano de 2015, o governador Flávio Dino assegurou R$ 35 milhões, por meio do Banco Nacional de Desenvolvimento Social (BNDS), para construção dos campi de Imperatriz e São Bento, vocacionados para a área de Ciências Agrárias. Para o campus de São Luís, os recursos foram destinados à construção dos cursos de Engenharia da Computação, Matemática e Física, além de verbas destinadas ao centro da Uema no município de São João dos Patos.
“Imperatriz e São Bento receberão as duas maiores obras. Acredito que, até outubro, todos esses processos estejam licitados e devem entrar em operação. Este é um importante investimento do Governo do Maranhão, em termos de infraestrutura, que vem atender uma carência muito grande dessas áreas e dos cursos mencionados”, informou o reitor da Uema, professor Gustavo Costa.
Mais Asfalto
Recentemente, o Governo do Maranhão destinou mais R$ 3 milhões para beneficiar a universidade com as obras do programa Mais Asfalto, que está sendo coordenado pela Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra). O programa tem como finalidade melhorar a trafegabilidade das vias internas, com os serviços de pavimentação, dando mais acessibilidade aos transeuntes.
A comunidade acadêmica também será beneficiada com novos estacionamentos, construção de rotatórias, duplicação das vias e abertura de um novo portão da Uema com um novo posicionamento. “Toda essa mudança está ocorrendo após um estudo que foi feito de urbanização para que o campus possa melhorar não só em termo de pavimentação, mas também de acesso às pessoas”, comentou o reitor.
Extensão e desenvolvimento humano
Outra linha de investimento do Governo do Maranhão é o programa Mais Extensão, onde serão investidos R$ 700 mil, e que contribuirá com as ações do Plano Mais IDH. O Mais Extensão abriu um edital para programas de extensão direcionados aos municípios com o menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). O que possibilitará ainda mais ações na área da educação, saúde e geração de renda nesses municípios.
Foram recebidos 44 projetos desenvolvidos por 42 professores e 180 alunos. O núcleo acadêmico já está nos municípios de menor IDH desenvolvendo o Mais Extensão. Para esta primeira etapa foram destinados R$ 350 mil.
Ainda no início da gestão, o governador Flávio Dino destinou cerca R$ 1milhão para a conclusão do campus de Bacabal. A obra no município estava parada a mais de 10 anos. Já em Caxias, o Estado destinou mais recursos para o término da construção do laboratório de pesquisas da Uema.

Nenhum comentário: